56 anos do golpe: Marcelo Mário Mello e o 1º de abril de 1964 no Recife

por Sulamita Esteliam Celebrar a indignidade é uma aberração própria de quem não respeita a verdade. O regime parido das entranhas do golpe civil-militar de 1964 foi, sim, uma ditadura. Torturou, matou uma geração de jovens que ousaram opor-se ao descalabro, exilou centenas de opositores, calou e censurou os críticos, a arte e a cultura. … Mais 56 anos do golpe: Marcelo Mário Mello e o 1º de abril de 1964 no Recife

A hora e a vez de Jair Messias, vulgo #Bolsovírus, será…!?

por Sulamita Esteliam O Henrique Mandetta age como boi sonso, passando ao largo das humilhações que lhe tenta impingir o capiroto, que quer vê-lo pelas costas. Só que o presidente #Bolsovírus pisa em terreno movediço, isolado até pelos seus pares. Agora à noite, o ministro Marco Aurélio Mello encaminhou à Procuradoria Geral da República, pedido … Mais A hora e a vez de Jair Messias, vulgo #Bolsovírus, será…!?

Justiça, Congresso e governadores no combate ao bolsovírus

por Sulamita Esteliam A semana termina com duas boas notícias, o que não é mal para quem começou com o capiroto-presidente jogando titica no ventilador em cadeia nacional de televisão: aprovação da renda básica para trabalhadores informais enquanto durar a pandemia e a proibição pela Justiça de o desgoverno decretar o caos, suspendendo nacionalmente o … Mais Justiça, Congresso e governadores no combate ao bolsovírus

Drama institucional: o que fazer com o capiroto… e coragem que é bom, cadê!?

por Sulamita Esteliam Há quem diga que o capiroto dobrou a aposta com o pronunciamento da segunda, 23, em rede nacional. O blefe buscaria um autogolpe, ou safar-se de qualquer acusação de inépcia no futuro, quanto a economia e quanto o efeito dizimador da pandemia de Coronavírus na população brasileira. Mais do modus operandi do … Mais Drama institucional: o que fazer com o capiroto… e coragem que é bom, cadê!?

O lugar de cada um, capiroto et caterva, ‘nos quintos dos infernos’, segundo ACQ

por Sulamita Esteliam Topei com esta análise vigorosa do colega Antônio Carlos Queiroz, o ACQ,  sobre a conjuntura brasileira no sítio Os Divergentes, onde agora é colunista. Embora irônica, é clara o suficiente para traduzir as escolhas do capiroto que ocupa a Presidência da República, o que explicaria a postura antirrepublicana dele frente à pandemia … Mais O lugar de cada um, capiroto et caterva, ‘nos quintos dos infernos’, segundo ACQ

Amor, solidariedade e governo, antídotos para a crise da saúde pública e da economia, segundo Lula

por Sulamita Esteliam Recolhido desde que retornou do périplo pela Europa, aonde cumpriu extensa agenda política, o ex-presidente Lula passou a ser cobrado por coleguinhas do PIG a se manifestar sobre a pandemia.  Como se a mídia venal abrisse espaço para ações e falas do ex-presidente, quando não seja para espinafrá-lo. Na verdade, nas entrelinhas, … Mais Amor, solidariedade e governo, antídotos para a crise da saúde pública e da economia, segundo Lula

Nicolelis sugere uma Comissão de Salvação Nacional para pensar e agir sobre a pandemia

por Sulamita Esteliam Obrigatória a entrevista que o neurocientista Miguel Nicolelis concede aos jornalistas Heleonora e Rodolfo de Lucena no Tutaméia. O cientista, que atua nos Estados Unidos e no Brasil, dentre outras coisas, propõe criar-se uma Comissão Nacional Interdisciplinar de Salvação Nacional para  discutir e formular estratégias para enfrentar a guerra que a pandemia … Mais Nicolelis sugere uma Comissão de Salvação Nacional para pensar e agir sobre a pandemia

As vozes das janelas no #18M a apontar o caminho: #ForaBolsonaro e os que o cercam!

por Sulamita Esteliam Não bati panela, me recuso. Eu e o maridão botamos para tocar Chico Buarque na janela: “Amanhã vai ser outro dia”, como sugeriu um amigo mineiro. Gritei forte, alto e claro: #ForaBolsonaro! #Fora, capiroto e toda a sua corja!, porque ele cair sozinho não nos leva a nada. Precisamos por abaixo esse … Mais As vozes das janelas no #18M a apontar o caminho: #ForaBolsonaro e os que o cercam!

E o Brasil desperta para não sucumbir ao descalabro. Será!?

por Sulamita Esteliam Nem o meu portátil tem tido saúde para suportar tamanho descalabro neste Brasil que já foi de meu Deus. Começou a semana, como terminou a anterior, dando piti. Não houve jeito de conseguir acessar o A Tal Mineira para atualizá-lo, e todas as conexões que havia feito foram derrubadas. Aí, para não … Mais E o Brasil desperta para não sucumbir ao descalabro. Será!?

Dois anos depois, a pergunta que não pode calar: quem mandou matar Marielle e Anderson?

A janela do apartamento que habito com o maridão vai amanhecer com uma regata amarela, franjada de vermelho no decote, É um improviso, mas sei que Marielle e Anderson recebem a homenagem. Decidi atender ao apelo e transformar nosso canto em um dos 731 pontos no mundo inteiro, inscritos no sítio do Instituto Marielle Franco, … Mais Dois anos depois, a pergunta que não pode calar: quem mandou matar Marielle e Anderson?

O efeito coronavírus na patologia governamental

por Sulamita Esteliam À essa altura da pandemia já reconhecida pela OMS – Organização Mundial de Saúde, não sou Euzinha que vou dizer que não precisamos nos preocupar com o coronavírus, mas também não é preciso surtar. A despeito de ele já ter aportado no Recife, onde há dois casos confirmados – um casal que … Mais O efeito coronavírus na patologia governamental