Castigo bom vem a cavalo, capitão-presidente!

por Sulamita Esteliam A semana começa com uma cesta de laranjas como boas-vindas ao capitão reformado-presidente do Brasil no hotel onde ele e comitiva vão se hospedar em Zurique, na Suíça. Só que o primeiro mandatário do País seguiu direto para Davos, onde acontece o Fórum Econômico Mundial, e onde também foi recebido com protestos.  … Mais Castigo bom vem a cavalo, capitão-presidente!

De poesia e jogo de cena em tempos de Brasil dos bufões…

por Sulamita Esteliam Sei que sexta é dia de pegar leve, mesmo em tempos bicudos. Daí que abro a postagem do dia com o poema visual do amigo Carlos Barroso, que vez por outra brinda o A Tal Mineira com seus versos performáticos. Obrigada, colega. Vamos convir que, em tempos sombrios, poesia há que se … Mais De poesia e jogo de cena em tempos de Brasil dos bufões…

Entrevista: Paulinho Saturnino e o necessário dedo na ferida como parte da cura para seguir adiante

por Sulamita Esteliam Quinta-feira é dia de entrevista. Desde a semana passada, e enquanto houver fôlego para alimentar chama. Desta vez, nosso convidado é Paulinho Saturnino Figueiredo, sociólogo e professor aposentado da UFMG. Nós que o amamos desde quando aprendemos com ele na faculdade, a nossa amada Fafich,  a olhar ao redor, o chamamos, simplesmente, … Mais Entrevista: Paulinho Saturnino e o necessário dedo na ferida como parte da cura para seguir adiante

De livros, democracia e saudade

“Ditadura vem, ditadura vai! Ditadura vai, ditadura vem! Vai e volta! Posso dizer que golpes e ditaduras da direita são como cancros não diagnosticados que corroem as democracias burguesas, neoliberais. Ficam como serpentes venenosas a dormir. E, quando os movimentos democráticos crescem, elas se agigantam e dão o golpe.” Romeu Sabará – Memórias de um … Mais De livros, democracia e saudade

Cidadão “de bem” tem licença para matar…

por Sulamita Esteliam Vou repetir aqui o que postei mais cedo nas redes sociais: o Brasil mata por ano 62,5 mil pessoas, a maior parte delas, pretos e pardos – 71,5%. É uma guerra civil cotidiana, que dispensa adereços e estímulos. Os dados são do Atlas da Violência 2018, do Ipea, e se baseiam nas … Mais Cidadão “de bem” tem licença para matar…

A falácia do enxugamento da máquina estatal que, pasmem, não é a maior do mundo

por Sulamita Esteliam Muito em parte por conta da mídia nativa, que não costuma fazer o dever de casa, a população brasileira repete feito papagaio aquilo que ouve dizer: o Estado brasileiro é um sumidouro de dinheiro público, por que tem gente em excesso e gasta mal o que arrecada. Até que a segunda parte … Mais A falácia do enxugamento da máquina estatal que, pasmem, não é a maior do mundo

O Brasil era feliz e sabia, mas se esqueceu…

por Sulamita Esteliam Memória, provado está, é para poucos. Ou o Brasil não teria feito presidente o lamentável ocupante do Palácio do Planalto, a rigor, pelos próximos quatro anos. Então, a gente dá uma ajudazinha, a título de refresco. Aliás, o sítio do PT oferece matéria comparativa sobre os 10 primeiros dias de governo Lula … Mais O Brasil era feliz e sabia, mas se esqueceu…

Entrevista: Marlise Matos e a ‘des-democratização’ do Brasil

por Sulamita Esteliam O A Tal Mineira conversa com Marlise Matos, professora associada do Departamento de Ciência Política da UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, sobre o Brasil que temos, como chegamos até aqui e o que podemos esperar deste desmantelo que ela denomina “governo excepcional”. Que não se indigne o leitor e a … Mais Entrevista: Marlise Matos e a ‘des-democratização’ do Brasil

Atenção, organização e mobilização: as armas dos movimentos sociais para encarar o desgoverno

por Sulamita Esteliam O A Tal Mineira persiste na garimpagem de textos analíticos das perspectivas na nova tragédia brasileira. A ideia nesta terça era publicar um artigo do sociólogo Boaventura Santos sobre o modus operandi do capiroto como instrumento do deus Mercado. E, portanto, do capitalismo financeiro, muito longe do Criador, como se vende ungido. … Mais Atenção, organização e mobilização: as armas dos movimentos sociais para encarar o desgoverno