Tira a mão, meu corpo não é folia. Basta de assédio!

por Sulamita Esteliam Fantasia não é convite nem beijo é pedágio. É assédio, e assédio não é brincadeira inocente nem é parte da folia. Assédio é crime, e tem que ser denunciado, e punido: #Ligue180, de qualquer lugar do Brasil; a chamada é gratuita, e a denúncia é encaminhada aos canais competentes. Se não funcionar, … Mais Tira a mão, meu corpo não é folia. Basta de assédio!

Suingue e rebeldia no som de Hian Rafael, direto das Gerais

por Sulamita Esteliam Por que hoje é sexta, vou manter-me na trilha da cultura – mineira, se me permite. Entretanto, desta feita, falemos de música, de talento novo brotando na praça, com energia questionadora, ritmos vibrantes, alma e vivência que transbordam na poesia engajada. Falemos de HR, que se traduz Hian Rafael: “O morro é … Mais Suingue e rebeldia no som de Hian Rafael, direto das Gerais

Outra vez Madu Costa: arte com cidadania e pertencimento

por Sulamita Esteliam Bote aí na sua agenda, se você mora em ou está de passagem por Belo Horizonte. Um bom programa para este sábado é aproveitar a manhã de sol, dar uma caminhada pela Praça da Liberdade, e aproveitar para conferir o lançamento do livro Outra Vez Mariana, da querida amiga Madu Costa, com … Mais Outra vez Madu Costa: arte com cidadania e pertencimento

O descaso do Estado e a dor das mães de crianças com a Síndrome Congênita do Vírus Zika

por Sulamita Esteliam Leio na Agência Patrícia Galvão, reportagem da Agência Brasil sobre o desamparo das mães de crianças portadoras da Síndrome Congênita do Vírus Zika, cujo sinal mais evidente é a microcefalia. O cenário é o Recife, onde resido, capital do estado onde a epidemia é e continua sendo mais grave, em grande parte … Mais O descaso do Estado e a dor das mães de crianças com a Síndrome Congênita do Vírus Zika

O poder do abraço, do choro, do riso e do ombro amigo

por Sulamita Esteliam  Minha amiga de infância – sim, eu a tenho, desde os 3 anos de idade, e eram duas irmãs, mas uma delas encantou-se bem cedo – me diz, entre a admiração e o fastio: “Você conhece gente demais…!” É verdade, conheço muita gente, nos sete cantos deste Brasil que já foi de meu … Mais O poder do abraço, do choro, do riso e do ombro amigo

Espírito Santo e a antessala do inferno brasileiro

“(…)  Turbinado pela propaganda do governo, o nosso humilde Estado vinha sendo cantado em prosa e verso, como espécie de paraíso de prosperidade, responsabilidade fiscal, ordem social e qualidade na prestação dos serviços públicos. Bem, o castelo desmoronou, a ilusão se desfez, e essa crise sem precedentes na segurança pública estadual desvelou, de uma maneira … Mais Espírito Santo e a antessala do inferno brasileiro

E viva o Brasil, lobotomizado e despanelado!

por Sulamita Esteliam O A Tal Mineira se soma aos milhares e milhares de pessoas que aderiram ao panelaço virtual promovido pelo colega Paulo Henrique Amorim em sua “TV Afiada”. Já passam dos 800 mil, segundo o jornalista que, como todos sabem, traz a navalha nos dentes, mas fala sério sem perder o humor. Já … Mais E viva o Brasil, lobotomizado e despanelado!

Brasil, uma orquestra desafinada ladeira abaixo

por Sulamita Esteliam O Dia do Frevo é comemorado nesta data. E os tempos fervem, a exigir malabarismo de capoeira para manter o passo. A capoeira, como se sabe, é a origem da dança que decorre da música, ambas nascidas do povo. Difícil trazer a alegria para onde impera a treva. Difícil harmonizar o som … Mais Brasil, uma orquestra desafinada ladeira abaixo

Reforma da Previdência é a pá de cal no Zé Povinho

por Sulamita Esteliam Terminou nesta quarta, em São Paulo, um seminário que teve como centro de debates a reforma previdenciária que o desgoverno em curso colocou em tramitação no Congresso Nacional. Se passar, é a pá de cal na cova do Zé Povinho.     Sabemos todos que o desgoverno aprova o que quiser no … Mais Reforma da Previdência é a pá de cal no Zé Povinho

Um sopro de ar fresco em meio à lambança… E viva o Henfil!

por Sulamita Esteliam Fui lá no Jornal GGN, do Luis Nassif, filar mais um xadrez do golpe, que explica a lambança institucional ampla geral e irrestrita que virou este nosso País. Li bem cedo, antes de deixar a cama, e decidi que não ia perder fosfato tricotando sobre  o vale-tudo do desgoverno e toda a … Mais Um sopro de ar fresco em meio à lambança… E viva o Henfil!