PT elege uma mulher para dirigir o partido em Garanhuns e, no Brasil, segue a trilha apesar de…

por Sulamita Esteliam Hoje deveria ater-me ao processo municipal e zonal de escolha de dirigentes do Partido dos Trabalhadores. Todavia, há muitos zumbidos nos ares, e não se restringem aos aviões de carreira. Então, vou tricotar, como de hábito. Aconteceu no último domingo em todo o Brasil, o PED 2019 – Processo de Eleição Direta, … Mais PT elege uma mulher para dirigir o partido em Garanhuns e, no Brasil, segue a trilha apesar de…

Grito dos Excluídos 25º ano veste o Brasil de luto: ‘Este sistema não vale!’

por Sulamita Esteliam* As notícias que leio nesta segunda me atualizam e mostram que o Grito dos Excluídos, em sua 25ª edição, recuperou o vigor de anos passados. Aos movimentos sociais se juntaram os movimentos estudantil e sindical para dizer não ao desmonte de direitos, da economia, da soberania e do meio ambiente no Brasil. … Mais Grito dos Excluídos 25º ano veste o Brasil de luto: ‘Este sistema não vale!’

O preto volta às ruas do Brasil neste 7 de setembro

Performance para o Grito dos Excluídos no Recife – Foto: Divulgação por Sulamita Esteliam Dentre as muitas performances que tradicionalmente acontecem durante o Grito dos Excluídos no Recife, neste 7 de Setembro, uma certamente vai ganhar visibilidade na mídia: um grupo de 30 pessoas vestidas de preto e mascaradas com a bandeira do Brasil vendando … Mais O preto volta às ruas do Brasil neste 7 de setembro

Quando o nu desperta os instintos, nem as cadeiras resistem à censura…

por Sulamita Esteliam A censura, ao que parece, voltou à moda no Brasil. Falo de cadeira, porque este A Tal Mineira está censurado há mais de dois meses. Nas duas redes sociais administradas pelo Zuckberg, o Mark, não se pode compartilhar nada com o link do blogue. Denúncia infundada de “conteúdo inadequado”. Coisa de algum … Mais Quando o nu desperta os instintos, nem as cadeiras resistem à censura…

Glenn Greenwald: um jornalista que vale por uma roda inteira, viva

por Sulamita Esteliam Minha filha Gabi me ligou por volta das 22h30 para saber se Euzinha estava assistindo a entrevista do Glenn Greenwald, do The Intercept no Roda Viva. Disse que não. Há anos não perco meu tempo com o que, para mim, é roda morta. Exemplo de anti-jornalismo. Desde, sobretudo, o comando de um … Mais Glenn Greenwald: um jornalista que vale por uma roda inteira, viva

Nos 3 anos do golpe contra Dilma e o Brasil, bom lembrar que a História não perdoa vacilos

por Sulamita Esteliam Há coisas que não podem ser esquecidas, até para que não se repitam. Há anos a gente que viveu os 21 anos de ditadura civil-militar no país esta frase: “para que não se esqueça, para que não torne a acontecer”…  Mas a História não perdoa vacilos e o Brasil não é para … Mais Nos 3 anos do golpe contra Dilma e o Brasil, bom lembrar que a História não perdoa vacilos

Visibilidade lésbica: por respeito e dignidade

por Sulamita Esteliam O 29 de agosto celebra no Brasil o Da Nacional da Visibilidade Lésbica. É dia de expor, dar vez e voz às mulheres em sua diversidade sexual, seus direitos e escolhas – na vida social, sexual, pessoal. Encerra o agosto de ativismo, que tem outra data importante para o lesbianismo: o 19 … Mais Visibilidade lésbica: por respeito e dignidade

O monstro de Sepúlveda e a ‘canalhice da elite branca, brega e racista’, segundo Jessé

por Sulamita Esteliam Todas as vezes que leio algo sobre a ação, postura e o comportamento dos procuradores da Lava Jato, sobretudo em relação a tudo que diz respeito ao ex-presidente Lula, a indignação fustiga meu estômago e tenho ânsia de vômitos. Mas não só. Vem um travo de fel na garganta e a sensação … Mais O monstro de Sepúlveda e a ‘canalhice da elite branca, brega e racista’, segundo Jessé

Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça

por Sulamita Esteliam Esta semana rememora-se a luta pela anistia no Brasil,que resultou na Lei 6.683, promulgada em 28 de agosto de 1979. Fruto de árduas batalhas e ampla mobilização social. Orgulho-me de ter militado nesta causa, ainda estudante universitária. Trata-se de uma conquista pela metade, não obstante. Pois que se anistiou também torturadores e … Mais Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça

Piromania entra no custo Brasil, internacionalmente

por Sulamita Esteliam Um imbecil cheira o outro. Taí uma máxima incontestável. Mas é o tamanduá a vítima-símbolo, imortalizada na genialidade de um trio: Araquém Alcântara que clicou o bicho em fuga e sofrimento na Amazônia; Chico Marinho, que teve a ideia da charge e Renato Aroeira que desenhou – com todos os créditos, como … Mais Piromania entra no custo Brasil, internacionalmente