Ensaio de quarentena no escuro

por Sulamita Esteliam Segundona brava, Euzinha e o maridão vivenciamos experiência que poderia ser trivial, não fossem as circunstâncias: tarde e noite de quarentena, o sexagésimo segundo dia, para acabar de completar, falta luz. Exatas sete horas e nove minutos, cinco horas e meia das quais no escuro, porque aqui, nesses trópicos, a noite chega … Mais Ensaio de quarentena no escuro

E daí é o escambau! O amor clama por existir, todos os dias, e há de prevalecer

por Sulamita Esteliam Mergulho no tempo para constatar o que já sabemos de cor: o trabalho, se dignifica o homem, não lhe traz vantagem do respeito humano, por mais que se apregoe sua honra. Na hora do vamos ver, a pergunta que fica é a que ecoa o desprezo de quem e a quem só … Mais E daí é o escambau! O amor clama por existir, todos os dias, e há de prevalecer

56 anos do golpe: Marcelo Mário Mello e o 1º de abril de 1964 no Recife

por Sulamita Esteliam Celebrar a indignidade é uma aberração própria de quem não respeita a verdade. O regime parido das entranhas do golpe civil-militar de 1964 foi, sim, uma ditadura. Torturou, matou uma geração de jovens que ousaram opor-se ao descalabro, exilou centenas de opositores, calou e censurou os críticos, a arte e a cultura. … Mais 56 anos do golpe: Marcelo Mário Mello e o 1º de abril de 1964 no Recife