Pausa para o amor…

Poemeu

(para Júlio)

Sulamita Esteliam

Não sei escrever um poema

que não seja lógico,

o que sinto

não flui na pena.

Queria ter a métrica inspiração

para dizer que amo você.

Ao invés disso, traço frases

desconexas.

É que nosso amor

não cabe em palavras,

nem é de rimas nossa emoção.

Você cabe em mim

como a vida

transcende o limite do tempo.

Eu me desconheço

e solto as amarras:

busco o rumo em você.

Nosso amor é meu eixo

E nele encontro a razão.

(Outubro/1991)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s