Incidentes de percurso

por Sulamita Esteliam
Na tipoia - Foto: Babih Esteliam

Não costumo blogar no fim de semana. A atividade para mim é trabalho,  e a cabeça e o corpo precisam de descanso. Excepcionalmente trabalhei na manhã de sábado, finalizando a revisão de um informativo que produzo em regime de prestação de serviço. O domingo foi dedicado à leitura e a curtir preguiça. O dia no Recife foi típico de inverno: chuvoso e carrancudo, com rápida e bem-vinda aparição do sol no começo da tarde para, em seguida, voltar a cair água.

Parte da madrugada do domingo passei na UPA Imbiribeira. Foi preciso colocar o dedo anular esquerdo no lugar. O pobre quase girou 180º ao bancar o peso do meu corpo (54 kg) numa queda que poderia ter tido consequências muito sérias: dançando, escorreguei no retorno de um giro mais afoito. Felizmente estava entre amigos. Melhor: tenho Anjo da Guarda vigilante. E olha que, vez por outra, exijo Dele um pouco além da conta, admito.

Compartilho o acidente por dois motivos:

1) porque a atualização do blogue pode ficar prejudicada ao longo desta semana. Tenho que manter o braço na tipoia. Uso as duas mãos e todos os dedos para digitar e, para escrever, o raciocínio e/ou a inspiração fluem da cabeça para a articulação das teclinhas. Assim, terei que contar com a disponibilidade da filha que mora comigo ou do companheiro para traduzir meus hieroglifos em caracteres, caso me arrisque escrever à mão.

Para esta postagem, uso tão somente a mão direita, o que – além de ser um suplício catar milho – é nada recomendável para quem é portadora de LER/DORT. Lesão por Esforço Repetitivo/Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho – no pulso, cotovelo e ombros, à esquerda e à direita.

Herança de 12 anos de assessoria de Comunicação ao Sindicato dos Bancários, ignorada quando da minha demissão – em casa de ferreiro…! Mas isso é assunto a cargo da Justiça do Trabalho, já em segunda instância.

****************************************

Por falar em Justiça, um parêntesis: meu amigo Jairo Barbosa, diretor do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco, me ligou agora pela manhã para me contar as novidades. E elas são: o Sindicato dos Bancários usou, mesmo, a Súmula 369/TST como argumento de defesa na ação de reintegração que ele move contra a entidade, de onde foi demitido, em fevereiro, apesar de estar em exercício de mandato sindical – aqui neste blogue. Não me surpreende.

A próxima audiência da causa está marcada para 21 de setembro.

Para esclarecer: a Súmula 369 resume as condições da estabilidade sindical provisória, limitando-a a sete dos dirigentes sindicais de uma mesma entidade, extensível aos suplentes. Contra ela têm-se insurgido as centrais sindicais, inclusive a CUT, a qual a referida entidade bancária se filia. Tanto, que recorreram ao TST, em maio último. denunciando a medida, que vem da CLT de Getúlio Vargas, como antisindical.

Só para se ter ideia do efeito da súmula sobre a atividade sindical, o SindBancários PE, por exemplo, possui 15 dirigentes, só na Executiva, sem contar os suplentes. Ao todo são 70 diretores, incluindo efetivos e suplência do Conselho Fiscal. Mas, como diria minha avó, “pimenta nos olhos dos outros é refresco.”

****************************************

Retomo o fio da meada desta postagem:

2) O segundo motivo é registrar que fui muitíssimo bem-atendida na unidade pública de saúde. E em tempo que eu diria recorde, se comparado ao atendimento a que se prestam muitos planos de saúde: entre a triagem e a medicação, passando pelo médico duas vezes, pelo raio X e pela imobilização, foram duas horas. Melhor: funcionários educados, solícitos e bem-humorados, como se deve. Por mérito próprio ou treinamento eficaz, viva! Senti-me cidadã.

**************************************

E  para começar bem a semana útil, vai aí o acesso para o mais novo blogue da cidade:o Trilhas Musicais, do meu amigo Joaquim Alves, da Conveniense Ecobag. Como ele escreve na apresentação: “As playlists do blog contam um pouco sobre mim e certamente um tanto sobre você. Porque as músicas são como uma espécie de radiografia do SER. Tecnicamente são chamadas de Trilhas. Se são TRILHAS, sigamos suas pegadas. Então ouça, dance, cante e DELEITE-SE!”

http://trilhasdemusicas.blogspot.com/

Boa semana de trabalho.

2 comentários

  1. Cara Sulamita, lamento o acidente. Mas como sabemos, você vai dar um jeito. Com certeza não deixaremos de ter novidades diárias. Aproveito para dizer que divulgarei o blog “Trilhas Musicais” em um de meus sites. Não sei como divulgar no wordpress que tem o endereço do VETORCULTURAL : http://www.vetorcultural.wordpress.com/ , mas vou ver se aprendo. Mas adianto que colocarei no Twitter http://twitter.com/vetorcultural. Abraço e melhore. Não faça como eu que sempre retiro o gesso antes do tempo. Tô cheiuo de lesões por causa disso. Abraço grande e saúde. Pedro Rodrigues.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s