Nicolelis no Twitter: “A equipe do IINN-ELS continua o trabalho, firme”

por Sulamita Esteliam
O neurocientista Miguel Nicolelis quer instalar centros de pesquisa semelhantes aos de Natal e Macaíba/RN em todo o país

Recebo do amigo blogueiro potiguar, Daniel Dantas -no bom sentido -, postagem fresquinha de seu blogue De olho no discurso. Dá conta de notícias envolvendo o neurocientista  Miguel Nicolelis que, como todos devem saber, mantém o IINN-ELS – Instituto Internacional de Neurociência de Natal.  Orgulhos nacionais – o cientista, o instituto e o trabalho que desenvolvem com 1.400 crianças, jovens cientistas e mais 15 mil mães/ano atendidas no Centro de Saúde de Macaíbas.

Daniel reporta comentários de Nicolelis no Twitter – @miguelnicolelis, na manhã de hoje, em resposta à matéria da folha dando conta da separação do IINN do grupo de cientistas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

“Nada para”, assegura: “A equipe do IINN-ELS continua o trabalho, firme”. Lembra que o IINN tem sua equipe própria de cientistas profissionais e mais 22 jovens cientistas. E anuncia que vai começar a expandir o trabalho do instituto e da AASDAP – Associação Alberto Santos Dumont para o Apoio à Pesquisa com abertura de centros de pesquisa em todo o país.

***************************************

Transcrevo:

TERÇA-FEIRA, 26 DE JULHO DE 2011
@MiguelNicolelis fala sobre matéria da Folha 

Há pouco mais de uma hora, neurocientista Miguel Nicolelis, através de seu perfil no twitter, deixou alguns comentários sobre a notícia da Folha de S.Paulo, que publicamos mais cedo aqui, dando conta da separação entre o grupo de cientistas do Instituto Internacional de Neurociências de Natal e o grupo da UFRN.

Conversei há pouco com Miguel.  Ele me garantiu que nada muda em relação ao funcionamento do IINN e que deve dar uma entrevista esta semana.  Além disso, Nicolelis recebeu apoio da reitora Ângela Paiva que deve, ainda hoje, divulgar uma nota pública sobre o tema.  Miguel disse que a resposta que ele pode dar à polêmica é mostrar sua produção científica e a luta desenvolvida em Natal, em prol do Instituto e do desenvolvimento social e educacional das crianças atendidas no projeto.
É minha opinião que o fato de procurar a Folha de S. Paulo tende a mostrar que os pesquisadores que saem, liderados por Sidartha Ribeiro e Sérgio Neuenschwander, procuram holofotes.
Avalio, pessoalmente, que há um conflito relacionado à dificuldade de se adaptar de alguns às regras rígidas de um contrato de parceria público-privada que tem restrições de acesso, de disponibilidade e relativas a sigilo e cláusulas de confidencialidade.  Quem trabalha em áreas de pesquisa estratégica deve entender que as regras devem ser tão rígidas quanto o potencial de perdas provocado por vazamentos.

5 comentários

  1. Eu, Tibiriçá Cunha Passos, portador de mal de parkinson, residente na cidade de Caldas Novas, Go, estou ansioso e preocupado com a resposta sobre os testes em humanos, na colocação do sheep na medula para cessar os impulsosinvonlun tários que nós, portadores de DP, sofremos. Quandol se dará?

    1. Obrigada pelo contato, Tibiriçá. Não tenho a resposta, mas transmiti sua pergunta para o Nicolelis, via Twitter. Qdo ele responder, repasso.
      Se o senhor quiser fazer contato,diretamente, o endereço dele no microblog é: @MiguelNicolelis.
      Boa sorte.
      Abs.

      1. Eis a resposta do Nicolelis, Tibiriçá:
        MiguelNicolelis
        @sulaesteliam Ainda nao sabemos. Quando soubermos, faremos o anuncio.
        Aug 18, 9:14 AM vía Twitter for BlackBerry®

        Paciência, esperança e fé, caro amigo.
        Abs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s