Um milhão nas ruas pela educação, no Chile

por Sulamita Esteliam

Para honrar a segunda-feira, segue vídeo sobre a luta pela educação no Chile, que rastreei no Blog do Miro, via Twitter (@sulaesteliam). Houve uma marcha na Jornada das Famílias pela Educação. No encerramento, perto de um milhão de pessoas se concentraram no Parque O’Higgins, em Santiago, em apoio às manifestações. Reivindicam: educação pública, fim ao lucro, fim do endividamento das familias, democratização das instituições de ensino.

******************************

No Brasil, educadores de 22 estados mais o Distrito Federal estão em greve desde o dia 16. Exigem o cumprimento da lei que regulamenta o piso salarial, em vigor desde 2008. Estabelece que nenhum professor, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais pode ganhar menos do que R$ 1.187 – é isso mesmo, pouco mais do que dois salários mínimos,e os estados e municípios não cumprem – aqui, na Agência Brasil. Entre eles, Pernambuco e Minas Gerais – veja um vídeo da assembleia dos professores mineiros.

Em greve, também, os professores das universidades federais, que reclamam de estar “sendo enrolados” pelo governo Dilma, como teriam sido pelo governo Lula – aqui, no Acerto de Contas, blogue pernambucano, que tem Pierre Lucena, professor da UFPE, como um dos editores. Ele foi candidato a reitor nas eleições deste ano, mas ganhou Anísio Brasileiro, candidato apoiado pela situação.


2 comentários sobre “Um milhão nas ruas pela educação, no Chile

  1. Pingback: Herman Laframboise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s