Novo cordel para o Bial e o BBB

por Sulamita Esteliam

Recebo do movimento pela comunicação como direito humano, via Rede Mulher e Mídia, informação de que o Ministério Público de São Paulo ainda não conseguiu agendar audiência para ouvir a TV Globo no caso do possível estupro no BBB 12, acontecido em 14 de janeiro – aqui, aquiaqui e também aqui e aqui, neste blogue.

Se é assim com o MP, imagina se fosse qualquer um de nós, pobres e reles mortais anônimos e sem fé de ofício, os requerentes …?

Felizmente, a arte pode ser mais ágil, mais democrática e, de quebra, divertida. Pedro Bial, o animador do “Grande Irmão”, acaba de ganhar novo cordel do poeta baiano, Antônio Barreto – clique para ler o primeiro, publicado por ocasião do BBB 11, e veja – no bom sentido – e ouça da boca do próprio autor:

A nova poesia está no blogue do autor, A Voz do Cordel, que assino. Segue abaixo, ainda quentinho, recém-saído do forno. Para não deixar o assunto morrer na selva do poder midiático:

OUTRO CORDEL PARA PEDRO BIAL – BBB II

Antonio Barreto*

I

Há bem pouco tempo fiz
O cordel do BBB,
Mas parece que o Bial
Não saiu do ABC,
Agora fiz o segundo
E não quero fuzuê!

II

Consultei um advogado
Pra saber as consequências.
Ele me disse: “Barreto,
Teu cordel tem procedências,
Manda ver nesse Bial
Que é cheio de indecências!

III

Eu mudei a estratégia
No modo de elaborar…
Nas ruas de Salvador,
Fui o povo entrevistar.
Então veja a opinião
Dessa força popular.

IV

Escutei a lavadeira,
O aluno, o professor
O juiz, o taxista,
A professora, o doutor
E por pouco não falei
Com o nosso governador!

V

Esses versos de clamor
Sei que não esquecerei
Pois o povo tem razão
Disso nunca me enganei.
Então veja a voz do povo
Conforme descreverei:

VI

— A TV Globo já fez
Escola de putaria
Com o tal do BBB
Que é pura baixaria:
Tem assédio, bebedeira
Tem racismo, tem orgia…

VII

— Para adquirir ibope,
O macabro do Bial,
Esse cabra bexiguento,
Antiético e imoral,
Inovou seu repertório
Com apelo sexual.

VIII

— O grande apresentador
Parece não ter virtude.
O espelho não lhe mostra
Sua pobreza de atitude,
Dando tanto mau exemplo
Para a nobre juventude.

IX

— Ele disse: “O amor é lindo”,
Na hora da “esfregação”,
Como se Morango e Ana
Fossem Eva e Adão:
Bem livres no “paraíso”
Daquela televisão!

X

— O Pedro Bial não sabe
Que as novas gerações
Carecem de mente fértil
A trazer boas lições,
Mas ele prefere ser
Mercador das ilusões.

XI

— A cada programa seu,
É um mar de insensatez,
Ele elogia as coisas
Que nem ele mesmo fez.
Acho que um psiquiatra
Pode lhe dar altivez.

XII

— Seja amigo do Brasil,
Chega de devassidão;
Seja amigo das crianças,
Reflita na educação
Dos verdadeiros HERÓIS
Que habitam a Nação.

XIII

— Certamente a vaidade
Fez Bial enlouquecer.
Do jeito que as coisas vão,
Ele logo vai dizer
Que sua missão na Terra
É o dinheiro e o poder.

XIV

— O seu programa parece
Um puteiro, uma zorra,
Um zoológico de humanos,
Tal Sodoma e Gomorra
E o brasileiro sensato
Não acha quem lhe socorra.

XV

— Isso aí tá muito bom,
Na Globo tá bom demais !
Vocês no Globo Rural
Querendo nos dar cartaz,
Mas o cordelista atento:
Nessa nunca vai atrás!

XVI

— Gostei do timbre de voz
E também da dicção
Impostada por Bial
Dando boa impressão…
Verde que te quero rosa,
Meu querido charlatão!

XVII

— Querido Pedro Bial,
Eu também sou jornalista,
Porém não me venderia
Ao mundo capitalista:
Esqueça tanto dinheiro,
Procure ser altruísta.

XVIII

— Não precisa explorar
O homossexualismo,
Além de ficar patente
Esse ranço de racismo,
Sem falar nas perversões
E do sensacionalismo.

XIX

— A família então precisa
De moral bem elevada.
Bons costumes às crianças,
Creio, não lhe custa nada.
Será que você tem filho,
Meu querido camarada?

XX

— Justo no horário nobre
Nosso lar é invadido,
E você com seu sorriso,
De apresentador sabido,
Vai deixando esse Brasil
Cada vez mais iludido.

XXI

— Procure ser mais sensato,
Há tempo para mudança,
Chega de botar dinheiro
Nessa maldita poupança,
Pois no juízo final
Sei que Lúcifer te alcança!

XXII

— Sei que a justiça divina
Vai baixar na tua aldeia,
Satanás te dá um abraço
E te chega logo a peia,
Pois somente dessa forma
Tua mente então clareia !

XXIII

A quem vamos apelar,
Aos filhotes do Marinho?
Ao capitão desta “Nave”,
Esse tal de “Seu” Boninho?
Vou parando por aqui
Para não morrer sozinho!

FIM

Salvador, 23/01/2012

* Professor e cordelista, e não jornalista e poeta, como na postagem original – me corrige o autor em gentil comentário à postagem em 18.01.2013. Natural de Santa Bárbara,
residente em Salvador


3 comentários sobre “Novo cordel para o Bial e o BBB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s