Preservar o Planeta só faz sentido com inclusão

por Sulamita Esteliam

Não sei porque, imaginava a professora Bernadete Lage morena e com os cabelos curtos e, sempre, bem-arrumados. Todavia, minha amiga virtual de Viçosa, involuntariamente, quebrou minhas expectativas  – exceto no capítulo do “bem-arrumados”. E fê-lo, de forma surpreendente, bem ao seu estilo.

Enviou-me o vídeo, que posto a seguir, na qual manda um recado para os governantes de todas as nações presentes na Rio+20, encerrada na semana que findou. Imagino que é o texto do manifesto que imprimia à noite e distribuía “pro povo” durante os seis dias da Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, no Rio de janeiro – aqui neste blogue, e também aqui.

Desta vez, com sua autorização, reproduzo a mensagem carinhosa que despachou para os amigos, Euzinha incluída, via correio eletrônico. Revela bem de que fibra é tecida esta mulher:

Amigos,

Lá no Rio corri muito, por 6 dias,  na Cúpula dos Povos, falando e panfletando e nem acessei a internet para ver se o video abaixo havia sido enviado direito. Estava sozinha, e fui acolhida por todos os ativistas e representantes do mundo inteiro,  que encontrei por lá. 

Consegui um bom espaço nas tendas diversas e em muitos meios de  comunicação  para divulgar a luta pela inclusao social do  povo cigano.  E ninguém sabia da verdadeira situação deles, no Brasil (800.000) e nem da dos outros países (15 milhões). Fiz tudo o que meu limite físico permitiu.

O líder dos ciganos de BH, Sr. Carlos,  esteve por lá, mas somente uma tarde (quinta), e deu umas entrevistas também, antes de partir. E também conversei, uma noite, com a cigana D. Maura.

Já que eu era do “Movimento dos Sem Tenda”, ao esperar  minha vez de falar, aprendi tanto e com tanta gente boa do mundo inteiro, dedicando seu tempo, inteligência, suas pesquisas, sua coragem para tornar esse mundo viável.

Uma noite, enquanto falava na Rádio Cupula, meu filho Vitor  e a namorada filmavam. Quando terminou, ele, que havia ouvido ali mulheres de várias organizações alertando a todos sobre os problemas do planeta, os estragos no ser humano e na natureza, falou-me:

– Mãe, a Rio + 20 está  acontecendo  é aqui.

Só chorei muito quando, na noite da cerimônia da Vigília Inter-Religiosa, com dezenas de representantes religiosos e de etnias diversas, chamaram-me para representar esse povo tão doce, tão sofrido pelo qual luto tanto. Eu sabia que aquele lugar era deles. E enviei, junto com todos, a energia para os governantes do planeta e para as sementes de girassol que serão plantadas pelo mundo afora.

E imaginava ciganinhas de olhos fechados e  pais de família, de chapéu na mão, distribuindo  ao mundo sua fé,  sua coragem de seguir em frente. Apesar de tudo!

“Solo le pido a Dios, que el injusto no me sea indiferente, Que la reseca muerte non me encontre, vazio e solo sin haber hecho lo suficiente.” Violeta Parra.

 Abaixo, o video para a Rio+20. Divulguem, por favor. Sempre há tempo para mudanças.

Abraços fraternos.

Bernadete Lage Rocha

http://www.youtube.com/watch?v=P9JwaMBUSl8&feature=youtu.be 

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s