Dilma, a menina e o presente de aniversário

 por Sulamita Esteliam
Anna Celina pediu e ganhou seu presente de aniversário: um "selfie" e outras fotos com a presidenta da República
Anna Celina pediu e ganhou seu presente de aniversário: um “selfie” e outras fotos com a presidenta da República

15295306368_d14642851c_oQuando visitou a capital do Piauí, na semana passada, no meio das milhares de pessoas que se aglomeravam em frente ao palanque, um cartaz chamou a atenção da presidenta Dilma. Dizia: “Dilma, hoje é meu aniversário. Faço 11 anos. Quero um presente seu: um selfie!”

Anna Celina estava na fila do “gargarejo”, vestida com roupa domingueira, braços erguidos e olhar determinado.  Deu certo. Mas claro que a imprensa, mesmo a local, não registrou.

Encerrado o ato, organizado pelo governador eleito, Wellington Dias (PT) no Atlantic City Clube, a garota teve o seu selfie. E outras fotos com a presidenta da República, Dilma Rousseff.

Quando vi a foto no menu da agência Fotos Públicas, me emocionei – sou do tipo que se emociona. Fácil imaginar a alegria desta menina piauiense. Deve ter dormido como um anjo  na noite daquela quarta-feira. Se fosse adulta, perderia o sono.

Pense na lembrança que Anna Celina, talvez uma beneficiária do Bolsa Família, vai carregar por toda a vida. Vai exibir a foto para as vizinhas, as amigas, coleguinhas de escola. E quando tiver filhos, e netos, vai ter essa história para contar…

Nesse dia em que se celebra as crianças, o blogue faz de Anna Celina – independentemente da escala social em que ela se coloca – o símbolo de todas as crianças que passaram a ter uma vida mais digna neste país. Das crianças que saíram do mapa da fome, oito milhões de pessoinhas que deixaram de ser miseráveis, que deixaram de morrer antes de completar um ano de idade, que tiveram acesso à escola pública.

Ainda há muito o que fazer para se enterrar o fosso de desigualdade, para se chegar à justiça social no Brasil. Mas só isso já justificam os 12 anos de gestão de Lula e Dilma.

Não é favor algum. É obrigação do Estado cuidar do bem-estar de seus cidadãos e cidadãs, do futuro das crianças que virão a ser cidadãos e cidadãs. A questão é que seus antecessores, talvez com exceção de Getúlio Vargas e João Goulart, não o fizeram.

 

15478812941_f82b00e4f1_o (1)

 

 

****************

Postagem revista e atualizada dia 13.10.2014, às 9:25: inserção do último parágrafo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s