O direito à comunicação em debate nas Gerais

960x312_evento-3180-banner
por Sulamita Esteliam

Rapidamente, pois estou nos limites de tempo e de internet (ainda): neste 7 de abril se comemora o Dia dos Jornalistas, e quero deixar meu abraço para as caras e os caros coleguinhas que, nesses tempos tenebrosos, não sem esforço, ainda honram a profissão. Que ellas e elles hay, hay

Agora a notícia:  minha Macondo de origem recebe neste fim de semana o 2º Encontro Nacional do Direito à Comunicação. Acontece no auditório do Instituto Isabela Hendrix, em Lourdes, de 10 a 12 deste abril.

Desembarco em Beagá na manhã desta quarta-feira. Viagem planejada com antecedência – e agora imperativa devido ao acidente sofrido por minha irmã Zeíca, que se encontra hospitalizada, e sob cuidados intensivos.

Ainda assim, se conseguir, darei uma passada pelo evento, no qual me inscrevi.

Começa com ato público na Praça da Liberdade, ali, do ladinho do Isabela – às 16 horas da sexta. O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini é esperado na abertura oficial, no sábado. A programação é intensa e avança pelo fim de semana. Pode ser acessada aqui no sítio do FNDC – Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação.

As inscrições estão abertas até o dia 08 e podem ser feitas pela internet ao custo de R$ 35. Não é preciso ser jornalista ou blogueiro/a para participar. Basta se interessar pela causa da democracia da informação, da comunicação, da liberdade de expressão como direito humano elementar. O evento reúne  militantes dos movimentos sociais, sindicais e ativistas do setor.

O encontro se insere no calendário de eventos da Semana Estadual pela Liberdade de Expressão, pela Democratização dos Meios de Comunicação e pelo Direito à Informação, instituída pela Lei Estadual 20.818/13. É precedido de encontros estaduais; o de Pernambuco, por exemplo, se deu no início de março.

É oportunidade de se debater o cenário da regulação dos meios de comunicação mundo afora, em contraste com o que ocorre, ou melhor não se dá, no Brasil. Mesmo comparado a outros países da América Latina, como na Argentina hermana, pero no mucho

Constitui-se, também, em janela utilíssima para ajudar na divulgação e na coleta de assinaturas para o Projeto de Lei da Mídia Democrática. É preciso 1 milhão e meio de assinaturas para transformá-lo em projeto de lei de iniciativa popular a ser entregue ao Congresso Nacional.

O sítio Jornalistas de Minas também dá destaque ao 2º ENDC, e convoca seus associados e associadas a participarem do evento.

*************

Postagem revista e atualizada dia 07.04.2015, às 12:02 horas: correção de erro de concordância verbal no penúltimo parágrafo – “É preciso” ao invés de “são”. Minhas desculpas pelo atentado à língua-pátria.


Um comentário sobre “O direito à comunicação em debate nas Gerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s