Em Beagá, o Brasil pelo direito à comunicação

por Sulamita Esteliam
CAM01488
Fotos; SE e Fábio Lizardo/BH

Pense num dia de boas notícias!

Esta foi uma sexta especialmente boa, e sou grata pela dádiva.

Estar em minha Macondo de origem em pleno abril. Exatamente quando Beagá se ilumina para receber o outono –  e se faz, como se quer, cordial.

Estar em minha terrinha e poder acompanhar a evolução do re-despertar da minha maninha caçula. Cada dia é um passo, e Zeíca está voltando para nós…

Estar na minha Macondo e receber amigos, gente querida dos sete cantos do Brasil, que aqui se junta para exercitar, e reivindicar, o sagrado direito à comunicação.

Bem-vindas. Bem-vindos. Bem-queremos. Bem-fazemos.

Estar em minha terrinha para ver diferentes tribos, de todas as idades, e sotaques, numa praça que clama a Liberdade, em torno de um coreto que canta a multiplicidade – daqui, dali, delá e d’alhures .

Cruzar e compartilhar o Parque, pulmão da minha cidade; o Palácio, que entrelaça todas as artes; as Ruas, que se abrem em acolher; o Mercado, que intercruza todas as esquinas – que começam em Santa Tereza.

Obrigada pela Graça de existir, aqui e agora.

Amanhã, talvez, quem sabe…

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


2 comentários sobre “Em Beagá, o Brasil pelo direito à comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s