Desgoverno delirante em ação: sobra dor e vexame internacional

Reprodução do edição de Carta Maior
por Sulamita Esteliam

Conversava amenidades num grupo de ex-colegas de faculdade no zap-zap, a propósito dos nossos 40 anos de formatura, a serem completados agora, em meados de julho.

E aí, claro que o assunto envelhecimento e suas consequências é inevitável. A fase do ‘condor’ – com dor aqui, ali e acolá… – aflorou, por óbvio.

Quem não as tem, vida afora!?

Disse, e digo, que não tenho tantas queixas a respeito, pois me movimento cotidianamente, apesar dos meus 65 anos. Sofri mais quando era jovem, talvez por isso, também.

Além do que, hoje caminho na areia, alongo, faxino minha casa, danço sempre que possível, mesmo sozinha e no aconchego do lar. Atividade física bem dosada relaxa a cabeça e condiciona o corpo.

Mas tem esse bendito ofício de escrever que me deixa algumas boas horas no computador,que se soma ao vício de cozinhar. E aí, vez por outra, o bicho pega. Tem sido o caso.

Na verdade, tenho diagnóstico de tendinites, assim, no plural, na parte superior do esqueleto – ombros, cotovelos, pulsos. Fruto do trabalho profissional de década e meia, tipo 16 horas por dia, sem refresco.

O cotidiano ficou mais ameno após a aposentadoria. Mas, vez por outra, quando abuso do teclado, forço a mão na cozinha e relaxo na ginástica, ataca novamente.

Aí não tem boquinha, há que dar um tempo. Estou nessa fase.

Por isso, abstenho-me de alongar a conversa sobre o assunto da semana: o “aerococa”, como tem sido alcunhado pela imprensa do mundo, o avião da comitiva presidencial, flagrado com 39 kg – cá pra nós, falta 1kg – na mala do terceiro sargento Manoel da FAB, eleitor-propagandista nas redes sociais do capitão-fake-delirante.

Daí que recomendo, se quer se informar sem o viés nativo da mídia hegemônica, visitar o Clipping Internacional da agência Carta Maior, onde printei a imagem que abre esta postagem.

O desgoverno da vergonha não se cansa de meter os pés pelas mãos, por palavras, atos e omissões. A viagem do ora presidente ao G20 ainda busca expressão que a traduza para além de vexame.

Neste capítulo, o melhor é ouvir o que diz o colega jornalista e blogueiro, Luis Nassif na TV GGN, que também publica um videoclipe com a repercussão internacional do avião de carreira:

Sim, e vem mais #VazaJato no fim do dia, promete Glenn Grennwald, do The Intercept Brasil.

Pega fogo, cabaré!

 

 


2 comentários sobre “Desgoverno delirante em ação: sobra dor e vexame internacional

  1. 39kg DE COCAÍNA NO AVIÃO PRESIDENCIAL DO BRASIL… E SE FOSSE UMA BOMBA? … ALIÁS, FOI UMA BOMBA!
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2019/06/28/39kg-de-cocaina-no-aviao-presidencial-do-brasil-e-se-fosse-uma-bomba-alias-foi-uma-bomba/

    Aparentemente ainda alguns com a mesma dificuldade cognitiva do bando que compõem hoje a quadrilha que se apropriou do governo do país através das eleições viciadas de 2018.
    Refiro-me ao que coloquei inicialmente nesta postagem, SOBRE A COCAÍNA NO AVIÃO PRESIDENCIAL, e que anda gerando tanta discussão até agora:

    E SE FOSSE UMA BOMBA? ALIÁS, FOI UMA BOMBA!

    Foi sim uma BOMBA, tão danosa e desastrosa como fora aquela lá do Riocentro, que explodiu no colo da caserna e dentro do Puma, com os militares que a colocariam em um show musical que protestava contra a ditadura.

    A bomba de cocaína explodiu desta vez  n…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s