A semana já começa torta…

por Sulamita Esteliam

Meu dia foi estragado por um vídeo que abri logo pela manhã, antes das seis, assim que liguei o celular que dormitava à mesa de cabeceira, ainda sentada na cama: violência policial contra uma mulher, grávida, dentro do que parece se uma delegacia em Bonito, no Mato Grosso do Sul.

Não fossem as imagens nítidas, seria inacreditável. A semana de trabalho já começa torta.

A mulher está algemada, sentada numa cadeira, e tenta se defender com os pés, enquanto leva socos e pontapés de um PM. Ela tenta se erguer, mais de uma vez, e o troglodita a empurra de volta, enquanto outro soldado ajuda a mantê-la alvo fixo das pancadas criminosas.

O vídeo foi gravado por câmeras de segurança do  local, dura 20 segundos, que parecem uma eternidade. Cessa quando uma soldada, finalmente, interfere e contém o colega.

Na verdade é um quartel da PM, sabe-se ao ler a notícia completa. Os soldados estavam, portanto, em casa. E o uso da força é naturalizada, pois é a base do treinamento na corporação, criada pela ditadura civil militar de 64 para ser força repressora auxiliar.

Pouco importa que seja uma mulher. A gravidez é mero detalhe. Vai ver são filhos de chocadeira.

Impressiona a resistência da mulher contra a força da agressão brutal. Depois de tudo, ela ainda consegue manter-se de pé, refugando o controle das algemas e do braço de outro policial que tenta contê-la.

Ao ler a notícia, fica claro de onde vem a energia que a mantém no ataque, mesmo indefesa: ela tem uma criança autista, com 3 anos, para cuidar; e ela estava no hotel, e surtou pois estava com fome.

E foi por sua bebê que ela se alterou ao reclamar da demora de entrega da comida que ela pedira num restaurante da cidade. E acabou presa, pois a dona do local chamou a polícia.

O agressor preferencial é o segundo-tenente André Luis Leonel Andrea, comandante do 3º Pelotão em Bodoquena. Deveria ter sido preso em flagrante, ao rigor da Lei.

O caso não é de agora, aconteceu em setembro, mas só foi divulgado no fim de semana, originalmente pelo Campo Grande News. Ganhou a blogosfera progressista e as redes, a partir do tuíte acima.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s