Rádio comunitária “nas ondas do vento”

por Sulamita Esteliam
Célia Rodrigues agradece homenagem no Dia da Mulher - Foto capturada no blogue Mulher Ideal Cariri

Compartilho com vocês o relato, emocionante, da ativista Célia Rodrigues, de Juazeiro do Norte, Cariri, no Ceará: mulher, feminista e comunicadora de gênero – nas ondas do rádio e da blogosfera. Ela nos conta, em mensagem via Rede Mulher e Comunicação, experiência singular vivenciada na Vila Planalto, periferia da cidade, com um grupo de jovens comunicadores que fazem rádio comunitária “nas ondas do vento”. Do direito humano à comunicação se trata.

Remeteu-me a um dos livros que venho lendo – sempre degusto mais de um, de temática diversa – e que trata, no frigir dos ovos, do que move as ativistas em direitos humanos mundo afora; mas que vale para qualquer militância, independente de gênero – das boas causas, naturalmente.

O título é: Que sentido Tem a Revolução Se Não Podemos Dançar?, de Jane Barry e Jelena Djordjevic, do Fundo de Ação Urgente pelos Direitos Humanos das Mulheres – Nandyala, Belo Horizonte, 2007.

Digo que, para além da causa, é a troca de energia que nos faz seguir em frente, apesar de.

****************************************

Vamos ao que nos conta Célia, que vai apresentar o relato, com fotos e vídeo, na assembleia anual da Amarc Brasil – Associação Mundial de Rádios Comunitárias, dias 11 a 14 de agosto, no Rio de Janeiro:

Rádio nas ondas do vento???

Estivemos representando em final de junho o Grupo Mulher Ideal, numa comunidade aqui de Juazeiro do Norte CE, chamada Vila Planalto (região serrana do Horto), e mais duas localidades rurais, visitando um trabalho belíssimo realizado por um grupo de jovens, coordenado por outro jovem empreendedor e sua jovem esposa:

Eduardo e Tamires (grávida de quatro meses) – ele comerciante – ela universitária.

Imaginem vocês, que o Eduardo implementou nessa região, um sistema de rádio em AUTO FALANTE, emitido de sua propria casa lá do alto, apenas com um Notebook, uma Mesinha digital, três microfones, 09 caixas de Som espalhadas nos postes e nas casas!!
E com muita perseverança, ele conta com a contribuição de três jovens adolescentes talentosas que comandam – a programação:
Ana Paula (16 anos) Luana (15 anos) e Jéssica (16 anos).
O nome é: Rádio Planalto – A Rádio nas Ondas do Vento!!!

Impressionada com a força de vontade de prestar serviço de voz e vez à comunidade rural, aceitamos o convite e fomos visitar e participar com orientação, do programa de domingo.
A galera logo escolheu um tema pra abordar, convidando moradores e moradoras para interagirem.
O tema foi: O NAMORO ONTEM E HOJE

Gente pra minha surpresa, foi tão participativo que perdemos a noção da hora de encerrar!
Por quase três horas, foram mais de quarenta perguntas de jovens e pais!! Além das meninas oferecendo músicas para a galerinha que solicitava para suas namoradas e namorados! O mais emocionante, foram os grupos se organizando em baixo das árvores para ouvirem, enquanto protegiam-se do sol!!
A emoção me tomou, quando lhes perguntei o que fariam se tivessem uma Rádio Comunitária nessa região tão íngreme e tão calorosa? Ficaram tão felizes que ja começaram a fazer planos!
Bom, existe a Associação dos Moradores da Vila Planalto e das demais regiões rurais… Só precisaríamos ganhar uma Concessão.!!??

Já fui convidada para orientar as meninas nos microfones e contribuir na programação rs rs rs !!! Viram? como sonharam alto?Isso me faz lembrar das queridas *Thaís Ladeira e **Denise Viola, capacitando @s jovens por esse Nordeste afora, na época do ***Cemina!!

Saudades, né meninas!

****************************************

* Thaís Ladeira – Comunicadora da EBC -Empresa Brasileira de Comunicação, produziu o Fala, Mulher! . Clique para ver e ouvir palestra dela sobre Produção de conteúdos na perspectiva de gênero, raça e etnia e orientação sexual no Encontro Mulher e Mídia 6, RJ/2009

** Denise Viola – Comunicadora da EBC/Rádio MEC, RJ – Clique para ver e ouvir palestra dela sobre A Conferência Nacional de Comunicação e o olhar das mulheres, tbm no Rede Mulher e Mídia 6

***Cemina – Comunicação, Educação e Informação de Gênero: http://www.cemina.org.br/


4 comentários

  1. Valeu Sulamita…
    Se pudéssemos tornar possivel, tantos sonhos e projetos almejados no limiar da nossa audibilidade, poderíamos reproduzir a excitação mínima da sensação do entusiasmo de comunicar mesmo sem a devida estrutura…
    Me indigna constatar, tantos veículos radifônicos comunitários, em mãos de aproveitador@s explorando espaços para exibições demagogicamente políticas!!
    Obrigada pelo maravilhoso incentivo!!!

    Abraço Fraterno!

  2. Pingback: Hwa Bary

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s