Dilma reassume Dilma, e Marina sai de burca chamuscada

por Sulamita Esteliam

A semana começou quente.

Dilma sbt
A presidenta Dilma e os adversários no debate da noite de segunda, no SBT – Ichiro Guerra/Dilma 13/Agência Pública

Estou atolada de compromissos e de trabalho, graças! Mas, se quer saber, vi sim o debate entre as/os presidenciáveis no SBT no início desta noite que chega ao fim, quando escrevo. Um olho na telona, outro na telinha, dedos nervosos nas teclas, viva minha atenção difusa! Mas ao blogue, só cheguei agora.

Então, pareceu-me que a Dilma (PT) resolveu ser Dilma: sacou a faca da bota e deu suas cutucadas. Ou como diz o Rovai em seu  blogue, resolveu dar “umas coelhadas” no Primeiro Neto, sem rumo e sem prumo, e na Marina (PSB), doidivanas, egressa de outra galáxia.

Vai jogar 1 trilhão pela estratosfera, filha?, questionou a presidenta à candidata sobre os recursos do Pré-sal. “Não é o presidente que escolhe os bons, eles nos escolhem. Não se governa com frases genéricas e frases de efeito”.

Refrescou a memória do ex-governador de Minas: as obras de mobilidade em Beagá têm recursos do Governo Federal, é uma parceria com a prefeitura, o governo do estado e a iniciativa privada. Tome-lhe!

Luciana Genro (PSol) bem que ajudou – dá de dez a zero nos coleguinhas no quesito formulação de perguntas. Emplacou a melhor definição da noite, quando perguntou à candidata a chefe da Rede, se era “a segunda via do PSDB”. Tem tudo para colar como visgo na burca chamuscada da Marina.

Eduardo Jorge continua divertidíssimo, mesmo falando sério sobre coisas sérias: descriminalização do aborto e da maconha, domínio dos bancos na economia brasileira, o imperativo da redução dos juros.

Claro, sobrou para a Dilma. Mas enrolou a Marina e o Primeiro Neto na mesma palha e sacudiu no mato. O diabo é o partido, verde bom é refeição completa.

O Fidelix (PRTB) de tão chato acaba engraçado, nem mais nem menos. De repente, o partido dele é o arauto inspirador de medidas que deram certo no governo Dilma. O pastor Everaldo (PSC) parece embalado num cubo que, ele quase jura que não, costumava atirar nas cabeças das mulheres com quem divide o travesseiro.

Sim, o Primeiro Neto! Este se mantém onde sempre esteve:  completamente por fora, inadequado. E como mente o rapaz, ai, que preguiça!

O Cafezinho, aliás, traz uma história meio rocambolesca, originada no sítio Pautando Minas. Diz que o Primeiro Neto, diante do minguamento galopante de sua candidatura ao Planalto, intentaria se garantir na terrinha. Tem base…!?

É o caso de perguntar: uai, o que o Brasil dispensa, Minas aceita!?

Bom, fico por aqui, porque hoje já é amanhã.

Charge capturada em Latuff Cartoons
Charge capturada em Latuff Cartoons

Antes, recomendo a leitura atenta do que escreve o Saul Leblon no editorial de Carta Maior: Os golpes de Estado no programa de Marina

No Vi o Mundo, o economista Adriano Benayon, filiado ao PSB, afirma que o plano de governo de Marina “afronta a memória de Miguel Arraes”.


2 comentários sobre “Dilma reassume Dilma, e Marina sai de burca chamuscada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s