Fórum 21 em curso: Ideias para o Avanço Social

por Sulamita Esteliam

Em boa hora os movimentos sociais, ativistas, intelectuais e segmentos da esquerda do país se reúnem para articular contra-ofensiva à onda conservadora que, inversamente proporcional ao seu tamanho, parece tomar conta da vida política do país, com sérios danos para a vida política e para a economia. Sem contar que pode colocar em risco as conquistas sociais dos últimos 12 anos.

Política é disputa de hegemonia, sabe-se bem.

Mas o governo Dilma se faz de morto, e parece inapetente para o xadrez  onde a comunicação é parte elementar. Não consegue se contrapor ao jogo bruto da oposição, protagonizada pela mídia.

É impressionante como, passadas as eleições, o Palácio do Planalto volta ao silêncio sepulcral, como se navegasse em mar de tranquilidade. E o PT, por sua vez, bate cabeça e desativa o único canal que, além do horário eleitoral, desempenhou o papel de combater as mentiras do PIG, o Muda Mais.

Só queria entender.

À hora em que escrevo – pois que somente agora me foi possível chegar ao computador – está sendo lançado em São Paulo,  o Fórum 21 – Ideias para o Avanço Social. Nasce de um grupo de ativistas pelos direitos sociais, blogueiros e jornalistas, que desde o encerramento das eleições tem-se reunido para buscar o necessário contraponto.

A reunião para oficializa o Fórum 21 inclui discutir e votar, também, uma carta de princípios do movimento, a ser divulgada oportunamente.

Esta reles blogueira foi convidada, através da Carta Maior, da qual já esteve colaboradora, a participar dos debates desta segunda. Mas, infelizmente, não tem condições logísticas de se afastar do Recife, agora.

O A Tal Mineira transcreve, pois, o manifesto de convocação, publicado também no Escrevinhador:

Forum 21

O resultado das urnas em 2014 não arrefeceu a disputa política no país; ao contrário, intensificou a mobilização de setores conservadores empenhados em colocar as forças progressistas, democráticas e populares na defensiva.

A disposição da direita em promover o acirramento da luta ideológica e política convoca as forças da esquerda à mobilização para o debate e ação. É preciso disputar hegemonia ideológica na sociedade. Para tanto, será imprescindível elevarmos o nível de politização de uma sociedade que reivindica mais participação, mas carece até de canais públicos de diálogo e reflexão.

Cabe às forças progressistas começar pelo que é mais evidente: romper os limites do diálogo no seu próprio campo. A articulação para a troca de ideias daqueles que defendem a justiça social e a soberania popular é essencial à arregimentação de forças mais amplas para os embates que virão.

No que concordamos? Em que divergimos? Como podemos incidir no debate ideológico e nas decisões que vão condicionar o futuro da sociedade, da economia e do governo nos próximos anos? Como traduzir esses desafios em um diálogo organizado com a sociedade?

É para enfrentar esse e outros desafios que propomos a criação de um Fórum 21: Ideias para o Avanço Social, que impulsione um debate aberto envolvendo dirigentes políticos, intelectuais, líderes de movimentos sociais, acadêmicos e líderes de entidades da sociedade civil.

Os temas que selecionamos, inicialmente, para este debate são os seguintes: Participação Social e Democracia; reforma política; democratização da mídia: verbas de publicidade, concessões e livre circulação da opinião; justiça social e desenvolvimento econômico; financiamento do Estado: dívida pública e imposto sobre as grandes fortunas; democratização do espaço público nas grandes regiões metropolitanas, as reformas necessárias; participação direta da sociedade na produção de políticas públicas.

Assim, convidamos militantes de movimentos sociais, sindicatos, simpatizantes, partidos, intelectuais, mulheres e homens de esquerda a participar de sua reunião de lançamento na próxima segunda-feira, 15 de dezembro, de 14 às 20 hrs., no Sindicato dos Engenheiros, na Rua Genebra, nº 25.

Nesse dia, nos reuniremos para debater questões centrais de nossa conjuntura, através de um Seminário composto por três mesas:

1) Participação Social e Democracia – Das 14 às 15 hrs., com 45 minutos de exposição, divididos entre os participantes da mesa, com 15 minutos para cada um e 15 minutos para participação do público. Nomes indicados: Douglas Belchior, Natalia Szermeta e Capilé.

2) Democratizar os meios de Comunicação – Das 15:15 hrs. às 16:15 hrs., com 45 minutos de exposição, divididos entre os participantes da mesa, com 15 minutos para cada um e 15 minutos para participação do público. Nomes indicados: Bia Barbosa, Venicio Lima e João Feres Junior.

3) Justiça Social e Desenvolvimento Econômico – Das 16:30 às 17: 30 hrs., com 45 minutos de exposição, divididos entre os participantes da mesa, com 15 minutos para cada um e 15 minutos para participação do público presente. Nomes indicados: Rosa Maria Marques, Leda Paulani, Luiz Gonzaga Belluzzo e Pedro Paulo Zahluth Bastos.

A partir das 18 até às 20 hrs., passaremos a debater e elaborar a Carta de Princípios do Fórum21: Ideias para o Avanço Social.

Contamos com sua presença no início dessa imperativa jornada.


Um comentário sobre “Fórum 21 em curso: Ideias para o Avanço Social

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s