Gabrielli a PHA: corrupção na Petrobras vem de fora

por Sulamita Esteliam
Sérgio Gabrielli garante a PHA que a Petrobras licita segundo as regras definidas no governo FHC, referendadas pelo STF
Sérgio Gabrielli garante a PHA que a Petrobras licita segundo as regras definidas no governo FHC, referendadas pelo STF

Difícil escolher o assunto para escrever hoje, e não é por escassez. Então, opto por falar sobre a Petrobras, e compartilhar a entrevista que Paulo Henrique Amorim fez com Sérgio Gabrielli, ex-presidente da estatal, para o seu Conversa Afiada.

Importante ler e/ou escutar com atenção para entender o que se passa com a nossa empresa-vital, alvo de um processo de desmonte. Com evidentes repercussões no nível de emprego e do desenvolvimento do Brasil. A quem interessa o desmantelo? Certamente não à população brasileira.

Tudo começou com o caso Passadena, há cerca de um ano  A crise se agravou mais recentemente com as denúncias de corrupção envolvendo uma das diretorias e gerências da empresa. A partir, diga-se, do vazamento seletivo de depoimentos fruto de delação premiada de ladrões confessos na Operação Lava-Jato, alguns dos quais já tiveram acento na direção da empresa.

Aliás, sobre Passadena, exatamente nesta quarta, 11, a Petrobras colheu a primeira boa notícia do ano no que toca ao bombardeio, com óbvias motivações políticas e econômicas, de que vem sendo alvo.

O TCU – Tribunal de  Contas da União, por maioria de votos dos seus ministros, resolveu isentar a ex-presidenta Graça Foster do bloqueio de bens pelas irregularidades que teriam havido na compra da refinaria nos Estados Unidos. A isenção alcança, também, o ex-diretor da Área Internacional da empresa, Jorge Zelada.

A refinaria, note-se, produz a todo vapor e dá lucro, segundo o próprio Gabrielli assegura em sua defesa junto o TCU.

Na entrevista a PHA, o ex-presidente da Petrobras afirma que a corrupção na empresa, investigada pela Operação Lava-Jato, não ocorreu dentro da Petrobras, mas na relação das empreiteiras com seus fornecedores e o doleiro de plantão.

Gabrielli esclarece ao Conversa Afiada (posto o vídeo mais abaixo) o processo da ilegalidade cometida pelo diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, definido por ele como “operador da relação das empresas coma Petrobras”, e o gerente de Engenharia Pedro Barusco. Ambos são ladrões confessos, além de delatores.

Segundo ele, só a investigação policial pode esclarecer o que foi e como aconteceu, pois – reitera o que já disse em entrevista anterior à revista Carta Capital, mês passado – os procedimentos internos da Petrobras são coletivos, e seguem estritamente os parâmetros legais.

Parâmetros, aliás, definidos ainda no governo FHC, sob cuja gestão se deu o início da negociata, e  pela Advocacia Geral da União, chefiada à época pelo meretíssimo Gilmar Mendes, hoje ministro do STF.

Leia a íntegra da entrevista 
Assista ao vídeo:

 

*****************

PS*: Passei o dia na rua,  e só tive notícias do acidente no navio-plataforma da Petrobras em Aracruz, no Espírito Santo, tarde da noite, depois desta postagem: exatamente quando ia desligar o computador e vi que havia comentários a aprovar. Uma leitora, amiga jornalista, me informou.

Houve uma explosão na casa de bombas, por volta das 12:50 horas, que resultou em três mortos e 10 feridos, dentre os quais um filipino. Muito triste.

Havia 74 trabalhadores a bordo na hora do acontecido, segundo a ANP – Agência Nacional de Petróleo. Seis funcionários estão desaparecidos, e há expectativas de que estejam numa sala não atingida pela explosão, e sem poder se comunicar, já que o navio-plataforma está sem energia.

As buscas estão sendo feitas pelo pessoal da Secretaria Estadual de Segurança e pelos bombeiros e seguem madrugada adentro.

* Atualizada com informações da Agência Brasil e do G1, às 23:50, hora do Recife.

 

 

 

 


Um comentário sobre “Gabrielli a PHA: corrupção na Petrobras vem de fora

  1. Tristes tempos, querida Sula. Ando aqui preocupada com o rumo das coisas. Não sei onde isso vai parar. E, como nada está tão ruim que não possa piorar, acontece aquela explosão na plataforma da Petrobras, no Espírito Santo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s