A marcha batida para as trevas, em nome de Deus

por Sulamita Esteliam

touche -direto da redacaoDomingo passado, a igreja católica fez desfilar na beira-mar de Boa Viagem, durante toda manhã até depois do início da tarde, dezenas carros de som tonitroantes, seguidos por fiéis mais ou menos compenetrados. Em Defesa da Vida.

A vida dos fetos. As mulheres que não querem pari-los estão condenadas à morte e/ou ao fogo do inferno.

É como se todos fossem filhos de chocadeiras.

Os evangélicos vêm na mesma toada, e fecham o mês com a Marcha para Jesus, que, este ano, coincidentemente, cai no Dia das Bruxas, ou do Saci, ou do caipora.

Todo ano é assim. A partir do 07 de setembro, com o Desfile da Independência e a Marcha dos Excluídos, no centro da cidade, o calendário, digamos, cívico, se volta para a orla, onde o verão já troa.

A nos lembrar que o Estado não é tão laico assim… A despeito da Constituição.

Governantes e parlamentares, por conveniência política, e muitas vezes por convicção, se omitem ou estimulam a prática da simbiose Igreja-Estado. Desde tempos imemoriais.

A diferença é que agora, o campo não se restringe aos católicos. Antes, pelo contrário, os evangélicos pararam de reclamar seu quinhão, para avançar com apetite sobre o território dos direitos civis. Diretamente dos templos para os legislativos – municipal, estadual, federal.

O calendário de marchas recifenses é exemplo claro. Depois da marcha LGBT, que enche as ruas de alegria e revindicações de respeito à dignidade humana, na abertura do que seria a primavera, entram em cena as igrejas e seus exércitos da salvação.

E corpos semi-desnudos se entregam ao prazer luxurioso da simbiose água-sol-areia-copo, enquanto a caravana passa, ensurdecendo os circunstantes e circunvizinhantes… Jesus ensurdeceu.

De espetáculo se trata. Com direito a venda de camisetas, promoções nas redes sociais, DJs, estrelas locais, regionais, nacionais e até internacionais – como promete a Marcha para Jesus.

Nada a lembrar a singeleza das quermesses, a magia das antigas procissões ou rituais. Nada que se refira às tocantes profissões de fé das romarias, peregrinações e cultos a céu aberto.

Nada contra a manifestação pública de fé.

Fé é um direito. Assim como a descrença.

Tudo contra as religiões se meterem na vida em sociedade, fora do circuito interno das igrejas.

Por que não se contentam a orar e a louvar a Deus e a pregar a espiritualidade? Por que não se empenham em ensinar e praticar a caridade, a solidariedade, o respeito e o amor ao próximo? Não há argumentos suficientes no Evangelho segundo Cristo!?

A César o que é de César. A Deus o que é de Deus.

E o demônio que fique no lugar que lhe cabe.

Enquanto isso, e não por acaso, o Congresso Nacional, e especialmente a Câmara dos Deputados, avança na pauta da barbárie. Conduzida, diga-se, pela dita Bancada da Bíblia, com o auxílio das bancadas da Bala e do Boi.

BBB, o retrocesso em marcha batida para as trevas.

Sob o comando de Eduardo Cunha, acusado de ter 23 contas na Suíça, o dono da Jesus.com. Com milhões de seguidores – a julgar pelas faixas nas manifestações golpistas, e pelo poder que o próprio se atribui. Até quando?

Direitos e garantias individuais, à dignidade humana estão sendo defenestrados: redução da maioridade penal, estatuto da família, transferência do poder de demarcar terras indígenas para o Congresso, redução das barreiras ao trabalho análogo à escravidão, barreiras ao aborto legal e ao atendimento às vítimas de estupro. E por aí vai…

Isso, sem contar os atentados no campo trabalhista, como o fim dos limites à terceirização e o ataque a garantias básicas asseguradas pela CLT.

O colega Sakamoto lista 10. Melhor não duvidar dos absurdos.

Assim, Jesus desiste de voltar.

 

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s