O Estado de exceção e o Sistema de Justiça brasileiro

por Sulamita Esteliam

Tive uma semana de movimentação atípica, desde segunda-feira, por questões familiares. Felizmente por motivos de alegria. Certo é que a noite passada ficou curta para atender todas as demandas. Resultado, sobrou para o blogue.

Para compensar, teremos postagem dupla nesta quinta, embora, a rigor, poderia ser tripla, múltipla, porque assunto é que não falta. A primeira reforça a postagem anterior, que trata da esculhambação do nosso Sistema de Justiça.

Que, em última instância, se traduz em avanço do Estado de exceção, da vibe fascista que avança sobre nós e que é tratada com certo desdém pelas instituições, mídia venal incluída.

Não, não estamos vivendo nada próximo à normalidade democrática, como tentam nos fazer crer. Estamos sendo engabelados, enrolados, manipulados…

O colega Luis Nassif, do Jornal GGN, gravou um comentário interessante a respeito para sua TV GGN. Corrobora o que esta reles escriba tem dito.

Toma como ponto de partida três fatos recentes, e aparentemente desconectados, de quebra da normalidade jurídica, portando da suposta República que assistimo, cada vez mais, se esfumaçar.

São eles:

  1. a indecente manobra política de Luiz Fux aposentando previamente o Juiz de Garantias, contrariando decisão do Congresso e do próprio presidente do STF, Toffoli, que adiou por seis meses a entrada em vigor da lei. Prova de que, ao contrário de Deltan Dallangnol e da Força Tarefa da Lavajato, in Fux we doesn’t trust (em Fux não confiamos), só eles confiam, como mostra, bem desenhadinho, a charge do Aroeira;
  2. a tentativa exdrúxula do Ministério Público estadual do Rio de descaracterizado o assassinato de Marielle Franco como crime de mando para torná-lo crime de ódio;
  3. a denúncia do procurador federal Wellington Divino de Oliveira contra o jornalista Glenn Greenhald pelas denúncias da #VazaJato.

Assista:

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s