Silêncio! Já são mais de 111 mil mortos no Brasil e a Covid-19 avança; use máscara corretamente

por Sulamita Esteliam

De recorde em recorde, o Brasil que se importa segue em tristeza permanente, solidário às famílias das 111.100 pessoas que não resistiram ao Covid-19, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saude nesta quarta-feira. No dia, são 1212 mortes.

O número de infectados avança aceleradamente, já são 3 milhões 456 mil 652, dos quais 49 mil 258 registros no dia, mostrando que o platô está longe de estabilizar-se.

E o ser que ocupa a Presidência da República segue a dizer sandices do tipo, “máscara não protege nada”.

Aqui em Pernambuco, com o contágio e mortes em decréscimo, mas os números ainda são graves: 1.429 novos casos de contágio no estado contabilizados neste dia 19, ainda que 95% deles sejam leves, pacientes que não demandaram internamento hospitalar.

Entretanto, a ocupação de leitos de UTI para tratamento de Covid-19 é da ordem de 70% para 44% de leitos de enfermaria.

O boletim da Secretaria de Saúde confirmou 28 mortes a partir de 15 de maio; metade deles ocorrem nos três dias contados até o 18 de agosto: dois óbitos no dia 16, nove no dia 17 e três no dia 18. Não há informação sobre o local das mortes. Íntegra ao pé da postagem.

A despeito da regressão, o governo lançou, recentemente, campanha apelando à população para que se proteja com máscara, mantenha os cuidados de higiene e o distanciamento social, sempre que possível.

O governador Paulo Câmara gravou um vídeo, distribuído pelas redes sociais, e o secretário da Saúde, André Longo, reforçou as recomendações em coletiva de imprensa na terça-feira:

“A máscara, quando usada de maneira correta, cobrindo a boca e o nariz, torna-seuma barreira essencial contra a propagação da doença. Junto a isso, o distanciamento social e a higiene frequente das mãos continuam sendo indispensáveis, fazendo a diferença na taxa de transmissão.”

Não é por falta de alerta, mas basta andar nas ruas, não precisa ser na praia, para ver que o povo está relaxado. Cada vez mais há gente, de todas as idades, mas sobretudo jovens sem máscara à vista, e é grande o número de pessoas que as carregam no queixo, pendurada feito brinco na orelha ou simplesmente na mão.

Clique para acessar a íntegra do Boletim Covid-19 PE

Aqui o boletim Coronavírus Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s