2 comentários

  1. Já dizia Rui Barbosa que “a imprensa é a vista da nação. Por ela é que a Nação acompanha o que lhe passa perto e longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam, percebe onde lhe alvejam, vela pelo que lhe interessa e se acautela do que a ameaça”.

    Em uma Democracia, o jornalista tem direito à plena liberdade da informação jornalística. É um direito constitucional, fundamental e inviolável, que nenhuma autoridade poderá vetar, sendo vedada a censura.

    Mas para cumprir com eficiência a sua função social, a imprensa tem de ser livre.

    Ataques e ameaças à imprensa são próprios de ditadores, e tendem a se intensificar quando o tirano percebe que seu poder está chegando ao fim.

    Com o fascista Bolsonaro não seria diferente.

    Desde que assumiu o poder, ataca a imprensa e insulta jornalistas.

    Em sua posse, v.g. , dificultou sobremodo o trabalho dos profissionais da imprensa.

    Em inúmeras outras ocasiões, estimulou expressamente seu gado cativo a atacar jornalistas.

    Agora, essa criatura rudimentar que tomou forma e ganhou corpo na política nacional e que atende pelo nome de Bolsonaro, sabe que seus dias de presidente estão no fim.

    Nesta quarta-feira (27), num ato de total desespero, em uma live “boca suja”, o capiroto aloprado, revoltado com a divulgação do valor estratosférico dos gastos superfaturados com alimentação em 2020 (R$1,8 bilhão), tomado por visível cólera, mandou a imprensa para “pqp”.

    É o começo do fim !!

    Mais dia, menos dia, ele cai. Ninguém o suporta mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s