Se é para morrer de raiva, que seja!

por Sulamita Esteliam

O A Tal Mineira reproduz a nota oficial da ABI – Associação Brasileira de Imprensa, em desagravo ao ataque, covarde e despropositado, do inominável que desgoverna o Brasil a uma repórter de afiliada da TV Globo, a TV Vanguarda, no interior paulista.

Lauriene Santos é o nome dela. Não bastasse a agressão, machista, misógina e indigna, do capiroto-presidente, a moça tornou-se alvo de ataques da horda de sequazes do genocida. Tudo porque veza pergunta inevitável a quem exerce a profissão de jornalista.

Louvável a postura da ABI e seu presidente Jeronimo Peixoto, favoráveis ao impedimento do ocupante dos palácios presidenciais.

Pessoalmente, discordo que seja este o motivo de pedido de renúncia do presidente: meio milhão de mortos pelo descaso e inépcia planejados, três quartos deles evitáveis.

Confira o vídeo com extrato de debate a respeito, publicado pela Fieica-RS, federação que reúne sindicatos dos trabalhores em alimentação do Rio Grande do Sul, com sede em Porto Alegre.

Some-se os milhares de famintos e de sem teto pelas ruas das cidades brasileiras e mais o exército de desempregados e a dilapidação do nosso patrimônio.

Eis as razões.

A grosseria e as atitudes machistas e truculentas têm que ser respondidas pelos órgãos de comunicação que pagam os salários dos repórteres. É preciso deixar o verme falar sozinho. Sem plateia e sem repercussão, ele murcha.

Não, o monstrengo não é louco, é psicopata. Louco é inimputável, e ele vai ter que responder por seus crimes contra o Brasil e seu povo. Ainda que renuncie, o que, dado o caráter do personagem, é improvável.

Inclusive, há campanha aberta pela denúncia criminal do inominável, liderada pela OAB Federal e outros movimentos; Ô Ministério Público, denuncia já!

Estudos Logo MP Denuncia Já_v5

Chegando ao meio milhão de mortos, o grito dos sem poder.
Ô Ministério Público, denuncia já!
A OAB Federal, o Movimento 342 Artes e a Associação das Vítimas e Familiares da Covid-19 (AVICO) pediram ao Procurador Geral da República que denuncie ao Supremo Tribunal Federal os crimes de Bolsonaro frente à Covid-19.
Grande parte das mortes que enlutam o Brasil teriam sido evitadas não fossem esses crimes.
Se a Câmara dos Deputados autorizar o STF a abrir um processo criminal contra Bolsonaro, ele será imediatamente afastado, mais rapidamente do que pelo impeachment.
Assim essa tragédia poderá ser estancada.
Faça do seu luto uma luta. Grite também:
Ô Ministério Público, denuncia já!
Veja no ocandeeiro.org como gritar.

Sim, dia 24 de julho tem mais povo na rua pela sua pulverização. Se é para morrer de raiva, que seja, e já vai tarde!

Fora flagmilícia

Nota oficial da ABI: Renuncie, presidente!

Descontrolado, perturbado, louco, exaltado, irritadiço, irascível, amalucado, alucinado, desvairado, enlouquecido, tresloucado. Qualquer uma destas expressões poderia ser usada para classificar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, insultando jornalistas da TV Globo e da CNN.

Com seu destempero, Bolsonaro mostrou ter sentido profundamente o golpe representado pelas manifestações do último sábado. Elas desnudaram o crescente isolamento de seu governo.
Que o presidente nunca apreciou uma imprensa livre e crítica, é mais do que sabido. Mas, a cada dia, ele vai subindo o tom perigosamente. Pouco falta para que agrida fisicamente algum jornalista.

Seu comportamento chega a enfraquecer o movimento antimanicomial – movimento progressista e com conteúdo profundamente humanitário. Já há quem se pergunte como um cidadão com tamanho desequilíbrio pode andar por aí pelas ruas.

Mas a situação é ainda mais grave: esse cidadão é presidente de um país com a importância do Brasil.

Diante da rejeição crescente a seu governo, Bolsonaro prepara uma saída autoritária e, mesmo a um ano e meio da eleição, tenta desacreditar o sistema eleitoral. Seu objetivo é acumular forças para a não aceitação de um revés em outubro de 2022.

É preciso que os democratas estejam alertas e mobilizados.

Diante desse quadro, com a autoridade de seus 113 anos de luta pela democracia, a ABI reitera sua posição a favor do impeachment do presidente. E reafirma que, decididamente, ele não tem condições de governar o Brasil.

Outra solução – até melhor, porque mais rápida – seria que ele se retirasse voluntariamente.

Então, renuncie, presidente!

Paulo Jeronimo
Presidente da ABI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s