Tilden e suas versões pouco conhecidas

por Sulamita Esteliam

Neste 2 de Março completa-se um mês que nosso amigo Tilden Santiago foi habitar outro canto do Cosmos. Espero que esteja bem iluminado e acolhido.

Vou aproveitar a data, e a coincidência com a Quarta-feira de Cinzas, para resgatar duas histórias sobre o Tilden escritas por amigos comuns, ambos jornalistas. Uma recebi pelo Zap-zap, a outra capturei no Facebook, depois de conversa telefônica com o autor sobre nosso personagem.

Faz tempo Euzinha quero publicá-las, e acabo me deixando envolver pela agenda. Ou não… Fato é que terminei escalando os textos para a homenagem dos 30 dias do encantamento.

O dia em que Nilmário virou Tilden

por Nilmário Miranda – no Facebook 

Foi em fevereiro de 1981. Véspera de carnaval. Tilden foi eleito presidente do nosso Sindicato dos Jornalistas e no dia da posse tinha passagem para Santarém atendendo convite da Corrente Sindical Lavradores Unidos, que tinha o jornal Lamparina.

Nós fazíamos o Jornal dos Bairros e havia um intercâmbio entre a imprensa popular.Ele me pediu para ir em seu lugar.Falhar era inconcebível.

As pessoas levavam dias de deslocamento por igarapés para chegar ao sítio para a reunião praticamente clandestina. O grupo já tinha se reunido com o PCdo B, com o Partido Comunista Revolucionário e ia aderir em grupo. Era a vez de ouvir o PT.

O convite a Tilden foi feito por Vieira, da FASE, que fora, como Tilden, da ALN e era casado com Matilde, de Monlevade. Viajei como se fosse Tilden .

Eram cerca de 50 ativistas. Avelino Ganzer tornou- se dirigente da CUT nos anos seguintes. Geraldo Pestana e Valdir Ganzer foram deputados federais pelo PT. A entrada deste grupo no PT mudou o status do PT no Pará.

Tilden assumiu o Sindicato dos Jornalistas num momento histórico singular, quando o movimento sindical teve papel decisivo para apressar o fim da ditadura militar.

Por ironia da história, eu e Tilden fizemos dobradinha em 1986 e fomos candidatos a prefeito e vice em Contagem e em 2002 fui candidato a governador e ele a senador. Não poucas vezes eu era chamado de Tilden e ele de Nilmário e riamos muito disso.

*CAMPANHA DO TILDEN*
por @ _Márcio Metzker_ – via WhatApp
Quem se lembra de que em 1996 o real equivalia ao dólar? Aproveitei o câmbio para mandar minha filha Lígia como estudante intercambiada para os Estados Unidos por um ano. Ela foi para Nebraska, morar e estudar numa cidadezinha chamada Orchard.
Quase no final desse período, fui a Las Vegas a convite da Sony para a feira de televisão NAB (New Advances in Broadcasting). Lígia me escreveu dizendo que sua formatura seria em dois dias. Resolvi fazer-lhe uma surpresa.
Fui para o aeroporto McCarran, peguei um voo para Denver com escala em Salt Lake City, e depois outro de Denver até Omaha. Ali aluguei um carro e rumei para Orchard, distante uns 150 km. A rodovia era o que os ianques chamam de “two lanes road to a one horse town”. No meio do caminho, passei por outra pequena cidade chamada Tilden, outro arraial de um cavalo só.
Orchard quer dizer pomar, cidade de 2 mil habitantes rodeada de milharais. Fui escoltado pelo xerife até o gramado da escola, onde acontecia a formatura. Minha filha chorou de emoção ao me ver. Almoçamos com Mrs. Strope, sua _host-mother_ e tratei de voltar a Las Vegas para um coquetel da Sony à noite no hotel Mirage.
No retorno, parei em Tilden e comprei lápis, réguas, camiseta vermelha, escudos e flâmulas com o nome da cidade, imaginando fazer uma molecagem com o velho amigo.
De volta ao Brasil, despachei esse material para minha elegante amiga Marina Rego em Brasília e combinamos a pegadinha. Ela vestiu seu blazer de viscose como se fosse publicitária e foi ao gabinetinho baixo-clero do Tilden, expondo o material como se tivesse sido encomendado pelo PT para a campanha dele. Tilden ficou perplexo, e esboçou uma crítica ao material por ter listras vermelhas e azuis como a bandeira americana. Marina fingiu se aborrecer, deixou tudo lá e foi embora. Só mais tarde, quando liguei pra ele e esclareci tudo é que caímos na gargalhada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s