Quero minha jabuticabeira de volta!

por Sulamita Esteliam

Hoje bateu saudades da minha jabuticabeira. Sim, tenho uma, ou tive, mas quem cuida, ou cuidava, é meu irmão, porque é ele quem mora na nossa casa materna.

Foi lá que plantei a muda arrancada de um terreno que deveria vir a ser chácara em tempos de outra vida, remota, de casada. As crias, parte delas, eram tenros brotos em florescência.

Euzinha plantei, mas quem cuidava era minha mãe e minha tia, porque morava em outras paragens.  Só ia por lá nos fins de semana em que não estava trabalhando ou viajando, quase sempre em missões profissionais.

A jabuticabeira cresceu rapidamente, e deu frutos em sete anos, e passou a fazer a alegria da extensa prole familiar, e também de vizinhos e passantes. Era uma fartura de delícia que se renovava duas a três vezes ao ano.

Terra fértil a do quintal lá de casa. Tudo em se plantando dava, e com abundância e sabor. Hoje é quase um deserto de cimento e cacarecos.

Quase nunca provo dos frutos da árvore que plantei e que reproduziu décadas a fio. Sempre foi assim, porque sempre morei distante, e quem colhia, e guardava para garantir que Euzinha provasse há muito se encantou.

A última vez que estive por lá notei que a jabuticabeira estava se esmorecendo…  A seca estava sugando sua energia; sem rega adequada não iria muito longe.

Cobrei do meu irmão, que confessou não ter paciência para atender à demanda que a profusão de frutos desperta nos passantes. Custei a crer no que meus ouvidos escutavam:

– Poxa, mano, é a única árvore que resta no quintal. Nossa mãe adorava essa jabuticabeira, e você tem netos que vivem aqui e dela podem desfrutar. Não acredito que você vai deixá-la morrer!

Tempos de estranheza e aridez de alma. E como dói!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s