Nelson Rodrigues redivivo: Festival A Letra e a Voz no Recife

por Sulamita Esteliam
Baner móvel do sítio do 10º Festival Recifense de Literatura

Bom programa para este domingo, no Recife: abertura do A Letra e a Voz – 10º Festival Recifense de Literatura: Fronteiras do Real, às 19:00 horas no Teatro Santa Isabel. Em cena, o grupo pernambucano Magiluth, dirigido por Pedro Vilela, com a peça Viúva Porém Honesta, do pernambucano-carioca, Nelson Rodrigues -homenageado desta edição. A entrada é gratuita, mas é bom chegar cedo, porque os ingressos serão distribuídos na bilheteria do teatro, a partir das 16:00 horas.

Promovido pela Prefeitura do Recife, em parceria com o Governo Federal e outros do setor privado, o festival tem vasta programação descentralizada, que vai até domingo, 26: palestras e oficinas na Livraria Cultura, anexa ao Paço Alfândega, que abriga a Festa do Livro e Programação Infantil; Teatro Apolo-Hermilo, no Recife Antigo, onde acontece a Balada Literária; Rua da Moeda, também no Recife Antigo, palco da Recitata, a sétima; Mostra de Cinema no Sesc Santa Rita, no Cais de mesmo nome; e contação de histórias, brincadeiras, oficinas de arte e teatro nas bibliotecas municipais de Afogados e Casa Amarela.

Haja fôlego!

Mas o bom é que você pode escolher o que mais lhe apeteça. Euzinha, até que, gostaria da possibilidade de opção, mas ainda não será desta vez. Ando mergulhada na  barafunda de trabalho e preparativos de viagens, uma delas bem na semana do festival.  No máximo, conseguirei ver a final da Recitata – a sétima competição de poemas e recitação, no domingo 26, que homenageia o primeiro vencedor da tertúlia poética, em 2006: Edvaldo Bronzeado.

Isso, se a carcaça segurar, pois retorno de Belém do Pará na noite do sábado, após quatro dias de rame-rame, com trabalho na mala. E torno a voar no fim da tarde da quarta seguinte – para a terrinha mineira. Aqui no blogue, uma palinha do que foi a 6ª Recitata, ano passado.

Sim, registro, por necessário:

1) O sítio do evento está um primor. Parabéns à equipe responsável.

2) Pena que a organização não tenha levado em conta a participação efetiva de quem rala para promover o acesso ao livro e à literatura no Recife e entorno. A Rede de Bibliotecas Comunitárias, que assessoro desde março,  lamentavelmente, está fora do processo. Ano passado, integrou a organização do festival, mas discordou dos critérios de construção do evento neste 2012.

***************************************

Revista e atualizada em 18.08.2012, às 12:06.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s