‘Drumundanos’ no Dia D 110 anos de Drumond

por Sulamita Esteliam

Drummond faria 110 anos neste 31 de outubro – dia das bruxas, do Saci  e de outros seres transcendentais. Minha primeira sogra, naturalmente mineira – “existe ex-marido, sogra é para o resto da vida”, prega dona Nilza – colhe 89. Pediu, e ganhou, de presente uma visita ao “Pai Eterno”. Não se iludam, ela não pretende encantar-se tão cedo: refere-se ao Santuário do Pai Eterno em Caldas Novas, terra das águas quentes em Goiás, me contam dois cúmplices do trio de neto e netas que lhe concedi.

Hoje é o Dia D, me avisa o amigo jornalista e poeta Carlos Barroso, pelo correio eletrônico: instituído, há dois anos, em homenagem ao jovem-Poeta-Maior-brasileiro. Barroso está de corpo, alma e pena na celebração drummondiana: publica Descarlos – Dez Poemas Roçando a Perna de Drummond. “Textos verbo-visuais” na mineira Germina Literatura.

Vale, demais, conferir. Aí vai uma palinha:

PARA NÃO DIZER DE MINAS

Minas não há mais

a mim não há tudo

***

Minas vai enraizar

flores em meu dorso nu

lo

***

Minas limite

de mim

Miguilim    poema

ou mágica

***

Minas é barricada

do silêncio

contra o nada

***

Minas não faltará

em seu túmulo que clama

mundo

***

Minas é apenas o mar

onde está

a pedra que rola

o futuro

[1980]

*** A sinalização não integra o visual do poema; é artifício do blogue para respeitar  a separação das estrofes.

***************************************

E, no Facebook, me deparo com o convite de lançamento do nº 357 do Cometa Itabirano, edição totalmente dedicada ao Poeta. Todo outubro é assim, desde 1979, destaca o editor Marcelo Procópio – amigo desde os bancos da faculdade, e parceiros em pousos jornalísticos em diferentes naves – inclusive no pasquim mineiro, que alçou voo sob as bençãos de Carlos Drummond de Andrade, há muito mais de 30 anos.

A imagem acima, ao contrário do que disse na postagem original, não é parte da edição-homenagem, escrita e desenhada por jornalistas, escritores, cartunistas, professores da melhor cepa. E mais um autobiografia de Drummond, escrita em 1944 para a revista Acadêmica.

Sim, o lançamento: no Clube Mineiro da Cachaça – Rua Mármore, 373, no lendário Bairro de Santa Tereza, a partir das 20:00 hs.

PS: Pós-postagem, recebo do amigo Procópio o mimo da edição em PDF, e compartilho a capa: só pra dar água na boca e comichão de ler e, por que não, assinar: cometa@gmail.com/.

****************************************

Para fechar o Dia D Carlos, a exégese de Jommar de Brito, poeta pernambucano, que tem honrado este blogue com seus atentatos poéticos de primeira grandeza.

de CARLOS  DRUMMOND aos DRUMUNDANOS

Jomard Muniz de Britto, jmb
Onda e amor, onde amor, ando indagando:
no meio do caminho tinha uma pedra
ou uma perda desnorteadora?
Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar, desamar?
Outras palavras
no meio do caminho.
Campo de flores
em grãos de angústia.
Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante.
Imensidão de sertões, aquém dos mares.
No meio do caminho
labirintos sem fim.
O tempo que levou uma rosa indecisa
a tirar sua cor das chamas extintas.
Era o tempo mais justo do desamparo.
Nunca esqueceremos esse acontecimento
na vida de retinas famintas.
A MÁQUINA do MUNDO
aos inéditos.
RELÓGIO do ROSÁRIO
aos crentes e céticos.
A vidamor vário passada a limpo?
Rotinas famigeradas.
Roteiros sempre em transe.
Mas, se nos tocou um amor crepuscular,
há que amar diferenças e destinações.
E talvez a ironia,
cruel sarcasmo,
tenha dilacerado a melhor dádiva.
A vida mínima, ávida por amanhecer.
Poesia minimalista, por quase todos.
Jamais esqueceremos
perdas e pedradas.
Deuses entre secas, saques e cercados
sabem do amor que nos punge e que está
pulsando numa fogueira a arder,
no dia findo ou em desejo por vir.
Para quem ser experimental em tempos
de ruina, paupéria e lixões na TV?
DRUMUNDANOS de todo mundo uni-vos
aos leitores e debatedores na Livraria
Jaqueira, entrelugar das caminhadas.
Recife, quase novembro de 2012.

***************************************

Revista e atualizada às 20:12 e às 20:34, hora do Recife.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s