A voz das ruas contra o arbítrio do MPPE

por Sulamita Esteliam

Desagravo Belize Câmara 2_Márcia JacomeDesagravo Belize Câmara 3_Márcia JacomeDesagravo Belize Câmara_MPE-Márcia JacomeCompartilho fotos do protesto pela remoção da jovem e competente promotora, Belize Câmara, da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, semana passada – aqui neste blogue. Aconteceu no final da manhã desta quarta-feira, invadindo a tarde, em frente à sede do Ministério Público de Pernambuco, Centro do Recife. Capturei-as no Instagram de Márcia Jacome. A rotina de trabalho tem me impedido de participar das manifestações de rua.

Como se pode ver, pelas imagens, a irreverência pernambucana se põe à serviço da cidadania. Até o Hino de Pernambuco, que os pernambucanos sabem de cor, e cantam com a mão no peito, ganha paródia adequada às circunstâncias.

A mobilização prossegue na próxima semana, com Ato de Desagravo à promotora Belize Câmara, na Faculdade de Direito do Recife, na terça-feira, 12, à partir das 19:30 horas. No dia do aniversário da cidade, manifestação em defesa de um Recife mais saudável para todos. A convocação está no blogue Acerto de Contas, que se junta ao blogue Direitos Urbanos Recife na promoção do evento – também no Facebook.

Quem apoia a causa, há uma Carta ao Prefeito do Recife, Geraldo Júlio, que é do partido do governador, Eduardo Campos (PSB), já com  5.795 apoiadores, à espera de mais adesões. Esta reles blogueira já chamegou o abaixo-assinado, que pede que a prefeitura assuma seu papel  na definição do que será o Cais José Estelita: para o povo ou para a especulação imobiliária, tão bem representada no Projeto Novo Recife.

Há que se registrar, para quem não acompanha: o mega-empreendimento foi aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento Urbano, no apagar das luzes do mandato do prefeito João da Costa (PT). A despeito de ene irregularidades, reconhecidas pela Justiça em duas liminares que sustam o andamento das obras.

Foi assim, digamos, um presente de boas-vindas ao novo alcaide. Assim, teoricamente, o atual pode lavar as mãos e atribuir ao antecessor a pisada na bola, se o bicho pegar, como parece que está pegando…

PS: Ah, sim, Fenelon, apontado no cartaz da segunda foto acima é o sobrenome do procurador-Geral de Justiça do Ministério Público de Pernambuco, Aguinaldo. Foi ele quem despachou Belize Câmara para Jaboatão dos Guararapes.

***************************************

Postagem revista e atualizada dia 07.03.2012, às 8:59


Um comentário sobre “A voz das ruas contra o arbítrio do MPPE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s