Oxalá cuida para que tudo fique bem, Naná!

por Sulamita Esteliam
Naná Vasconcelos em ação- Foto: PCR
Naná Vasconcelos em ação- Foto: PCR

Hoje não estou a fim de falar sobre política. Faço uma breve pausa para enviar todos os bons fluidos que sou capaz de emanar para Naná Vasconcelos, que dispensa apresentação, e toda sua família – a de sangue e toda sua legião de afins.

Soube esta tarde que o percussionista, pernambucano de talento inenarrável, querido e respeitado em todo o mundo, e particularmente nesta sua terra abençoada, está em tratamento de um câncer de pulmão.

Minha caçula viu uma foto no Instagran/PE no Carnaval, falou para o pai, que me deu o toque. Busquei a informação.

Internado no Hospital da Unimed, no Recife, desde o dia 18, Naná submete-se a radioterapia, e deve iniciar quimioterapia esta semana.  Vai dar tudo certo.

A mulher de Naná, Patrícia Vasconcelos, que também é produtora do artista, diz que o diagnóstico pegou a todos de surpresa. Exames no ano passado, e “revisão geral” há dois meses, não detectaram a doença.

Imagino o tamanho do susto.

De acordo com ela, dia 13, durante show no Rio de Janeiro, Naná, que tem 71 anos, completados dia 02 de agosto, sentiu-se mal, mas achou que seria passageiro e seguiu com os compromissos. Já no Recife, onde nasceu e reside, passou por uma bateria de exames e aí o diagnóstico.

As informações são do portal G1 PE, da Globo, em matéria postada no final da manhã da segunda, 31 de agosto.

Não é fácil o tratamento de câncer. Mas hoje a doença é perfeitamente curável.

Vivenciamos o problema, há pouco tempo, em casa.  Meu companheiro teve um câncer no pulmão esquerdo, felizmente descoberto no princípio – quando decidiu parar de fumar e consultou uma pneumologista. A presteza da médica o salvou.

Júlio passou por cirurgia e químioterapia, há coisa de um ano. Permanece em acompanhamento médico periódico, mas está curado, e cursando faculdade – fez o Enem em meio aos procedimentos pré-cirúrgicos, e cursou o primeiro período em meio à químio.

Graças ao Pai, a Mãe, aos Anjos Celestiais e a todos os Orixás, que nos colocaram nas mãos certas, na hora certa.

No Carnaval passado, já livre da químio, nós, que somos foliões inveterados, fomos conferir Naná Vasconcelos e centenas batuqueiros de maracatu na abertura da festa, no Marco Zero, Recife Antigo. O músico comanda a abertura da folia há 14 anos.

E nós batemos ponto, sempre que possível, e continuamos brincando até as Cinzas.

Aliás, em outros carnavais, acompanhamos pelo menos um ensaio público do percussionista com as nações de maracatu, na Rua da Moeda. Naná é pura majestade e energia boa. E a batida do maracatu nos coloca em estado de graça.

Já tive a honra de entrevistar Naná Vasconcelos, uma vez. É de uma simplicidade e empatia cativantes. Se já era fã, tornei-me devota.

Tudo há de ficar bem. Força, confiança e fé. Oxalá e todo o séquito de Orixás cuidam para que Naná tenha recuperação certa e segura.

Epa, epa, Babá!

Naná_PEnoCarnaval_n

 

 

 

 

 


2 comentários sobre “Oxalá cuida para que tudo fique bem, Naná!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s