Mobilização Nacional: contra o golpe e pela democracia – e para ajudar o Cunha a sair…

por Sulamita Esteliam

Dilma jogos vorazesO tempo às vezes nos aflige, escrevi mais cedo no Twitter.

Refiro-me à agonia da espera, e à pressa que de nós toma conta quando o trem apita na curva, e você na estação querendo embarcar logo ou abraçar quem está chegando… O mesmo se dá quando o avião pousa, manobra, estaciona e desliga o motor, depois de longa ou curta viagem, e todos se levantam, como se isso fizesse abreviar o tempo da abertura da porta.

O povo que vai às ruas em todo o país nesta quarta-feira 16 contra o golpe, pela democracia – e também contra o ajuste fiscal – ajuda a botar pressão pelo respeito à Lei Maior e às instituições, e a cobrar a retomada do crescimento. A lembrar que também nesta quarta o pleno do STF decide sobre o rito do processo de impeachment iniciado na Câmara dos Deputados.

Mas o tempo tem seu próprio tempo.

Há ritos a se respeitar, e não devem ser rompidos. Do contrário corre-se o risco de azedar as possibilidades ou o desfecho da viagem. Nossa democracia é criança tenra que requer delicadeza e atenção.

A Procuradoria Geral da República,  por exemplo, demorou, mas finalmente requereu; o Supremo Tribunal Federal autorizou e a Polícia Federal executou a busca e apreensão nas casas de Eduardo Cunha, alguns ministros e vários pássaros menos vistosos; todos, ou quase todos, do PMDB.

Presente de aniversário retardatário para Dilma Roussef, que completou 68 anos neste 14 de dezembro. E com direito a duplo parabéns da parte do presidente Barack Obama, dos Estados Unidos: pela participação do Brasil no acordo do Clima em Paris, e pelo aniversário.

E o Cunha reclamou do giro do ponteiro, e se disse inocente: “Estranho que seja só o PMDB”.  E para variar acusou Dilma de exercer uma vingancinha básica, por conta da abertura do processo de impeachment. Isso é que se chama de tirar os outros por si.

Cara dura é pouco.

O nome da operação da PF/MPF, como sempre, é criativo: “Catilinária”. Inspirado nos discursos do cônsul Marco Túlio Cícero contra o golpista da época, senador Lúcio Sérgio Catilina, que arregimentava comparsas para derrubar a República romana em 63 a.C.. Não é segredo para ninguém, aliás, que há setores da nossa brava PF que não fogem à tentação. 

“Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda há-de zombar de nós essa tua loucura? A que extremos se há-de precipitar a tua audácia sem freio?”. 

Ah, o tempo que o tempo tem…

Pode ser que polícia e MPF achem nada ou coisa nenhuma. E não estou só neste livre pensar. Por que o tempo entre a suspeição anunciada e a ação foi suficiente para limpeza da área. Ou não? Vamos convir que está-se lidando com profissionais, não com idiotas. Ou a certeza da impunidade – não é PT, afinal – proporciona vacilos inimagináveis? A conferir.

Enfim…

A roda do tempo girou, também, no Conselho de Ética da Câmara, que depois de sete sessões conseguiu votar o relatório que recomenda a abertura do processo de cassação do ainda presidente da Câmara por quebra de decoro. O placar foi de 11 a 9.

O tempo de tramitação do processo é de cerca de 90 dias.

Enquanto isso, deputados da base do governo e também da oposição requerem ao STF o afastamento de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara, por motivos fartamente expostos. Há também, representação popular no mesmo sentido, com 1,7 mil assinaturas arregimentadas pelo empresário Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, que seriam entregues nesta terça à Procuradoria Geral da República.

Cunha diz que não sai. É o que vamos ver.

 

Reproduzo o comentário de Paulo Henrique Amorim na TV Afiada sobre o tempo do impeachment:

 

 

 

E simbora pra rua defender o que é nosso. Confira hora e local das concentrações e atos públicos nas capitais e outras cidades Brasília fora:

 

O POVO NA RUA

Belém – PA: Concentração às 17 horas na Praça da República.

Belo Horizonte – MG: Concentração às 16 horas na Praça 7, com caminhada até a Praça da Estação. Antes às 14 horas, ato com a presença do governador Fernando Pimentel na Escola de Direito da UFMG, na Praça Afonso Arinos, centro.

Boa Vista – RR: Concentração às 15 horas na Praça do Centro Cívico.

Brasília – DF: Concentração às 16 horas no Estacionamento do Estádio Mané Garrincha.

Campo Grande – MS: Concentração às 17 horas na Praça Ary Coelho

Cuiabá – MT: Ato cultural às 17 horas na Praça Ipiranga, centro. Antes, à partir das seis da manhã, panfletagem e diálogo com trabalhadores/as no Terminal do CPA1; Acesso ao Distrito Industrial e na Praça Maria Taquara. De 7 horas até a hora do ato panfletagem no local.

Curitiba – PR: Concentração às 17 horas na Praça Santos Andrade. Depois caminhada até a Boca Maldita.

Florianópolis – SC: Concentração às 16 horas em frente à Alesc.

Fortaleza – CE: Concentração às 14 horas na Praça da Bandeira. Caminhada pelo centro até a Catedral, próximo ao Mercado Central. Há atos programados, também, em Sobral, Norte do Ceará e cidades da Região do Cariri, no Sul.

Goiania – GO: Concentração às 15 horas na Assembleia Legislativa. Depois, caminhada.

João Pessoa –  PB: Concentração às 15 horas na Praça da Independência. Depois, caminhada pelo centro comercial até o Conto de Cem Reis.

Macapá – AP: Concentração às 17 horas na Praça das Bandeiras

Maceió – AL: Concentração às 9 horas na Praça Centenário, com caminhada até a Praça dos Martírios.

Manaus – AM: Concentração às 15 horas na Rua 10 de Julho/Praça São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas.

Natal – RN: Concentração às 15 horas em frente ao Shopping Midway Mall, no Tirol. Antes, às 11 horas, ato em frente ao restaurante da Apurn, no Centro de Convivência da UFRN. Em Mossoró, concentração às 15 horasna Av. Presidente Dutra, ao lado da igreja de São Manoel.

Palmas – TO:  Ato em Palmas em local e hora a serem definidos.

Porto Alegre – RS: Concentração às 17 horas na Esquina Democrática.

Porto Velho – RO:  Concentração às 16 horas na Praça Madeira Mamoré

Recife – PE: Concentração às 15 horas na Praça Oswaldo Cruz, em frente ao Sindicato dos Jornalistas, na Boa Vista. Depois,caminhada até o monumento Tortura Nunca Mais.

Rio de Janeiro – RJ: A partir das 16 horas, Show na Cinelândia com vários artistas, intercalando falas políticas e vídeos de artistas que não poderão ir.

Salvador – BA: Concentração às 14 horas na \praça do Campo Grande

São Luís – MA: Concentração na Praça João Lisboa. Depois, caminhada pelo centro comercial até a Praça Deodoro

São Paulo – SP:  Pela manhã, às 11 horas: ato público Professores contra o Impeachment, em frente à Faculdade de Direito, no Largo São Francisco. Às 17 horas, concentração em frente ao vão livre do MASP. Depois, caminhada até a Praça da República.

Teresina – PI: O ato será na sexta, 18, a partir das 16 horas, na Praça Pedro II, centro.

Vitória – ES: Concentração às 16 horas na Praça Oito. Depois, caminhada até o Palácio do Governo. Outra concentração, no mesmo horário, ocorre na Praça do Mercado Municipal, no Bairro Amarelo.

 

Fonte: CUT/Movimentos Sociais

***************

Postagem revista e atualizada em 17.12.2104, às 12:40 horas, hora do Recife: inclusão do local onde se realizou a Conferência 2015 – COP 21: Paris; e da preposição à, obrigatória antes da palavra tentação, no décimo. Com minhas desculpas pelo vacilo.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s