Dilma e a identidade com o Recife: ‘madeira de lei que cupim não rói’

por Sulamita Esteliam

Ontem, demorarei além do que previa na faxina da cozinha, que reclamava a minha mão em mais de 50 dias de ausência. Por isso, quando consegui chegar ao Pátio do Carmo, Centro do Recife, na confluência dos bairros de São José e Santo Antônio, Dilma já havia se despedido.

Euzinha, que tinha dúvidas sobre sua presença em espaço tão aberto, cruzei com rostos felizes da gente que deixava o Pátio, no meio do caminho. Lá, a festa prosseguia, com afoxés e muita energia boa da gente, muita, a gosar o efeito da passagem da nossa presidenta legítima.

Perguntei para o rapaz que carregava o estandarte do Eu Acho É Pouco, bloco do Carnaval de Olinda que se faz presente em todas as manifestações cidadãs: “Dilma veio, tinha muita gente, faz tempo que ela se foi?”

E ele me respondeu, meio que incrédulo com a natureza da pergunta: ” Veio sim, claro. Foi lindo!”

E aí, uma moça bonita entrou na conversa e completou: “Foi rapidinho, coisa de meia hora, mas estava lotadão”. E outra me provocou: “Ei, sou Luana!”

Ah, Luana, amiga da minha filha Carol. E nos abraçamos, e a moça bonita, que vem a ser companheira dela, brincou: “A mineira…”, e tornamos a nos abraçar, desta feita em trio. E Luana quis fazer uma selfie do encontro para enviar para a amiga lá nas Gerais…

É assim o Recife.

A gente não consegue ficar só, nem curtir frustração.

Que o diga Dilma Vana Rousseff, a presidenta legítima, que absorveu o carinho borbulhante, entrou no clima, dançou ciranda, capturou a identidade, e pediu, e ajudou a cantar bem alto “que a injustiça dói…”,  mas “nós somos madeira de lei que cupim não rói”. Confira os vídeos, abaixo e dois outros que encerram a postagem.

Peguei o caminho de volta, em direção à Praça do Diário – que tem nome oficial de Independência -, para ganhar travessia para a Boa Vista. Já que perdi o bonde, fui a encontro de amigos, que certamente encontraria no bar Caldo de Boteco, aberto em dezembro passado por amigos-irmãos pernambucanos, demitidos pelo governo socialista do PSB.

Mal ganhara a Dantas Barreto, quando uma mulher que fazia o caminho contrário me parou:

– Ela ainda está lá?

– A presidenta? Não querida, já foi… Quando cheguei, tinha acabado de se despedir, mas ainda tem festa por lá …

– Ôxe! E olha que trabalho aqui do lado. Mas logo hoje foi um freje só, todo mundo querendo consertar roupa. Larguei agorinha… e perdi a Dilma!

– Pois é, eu também. Mas nós vamos ganhá-la de volta, tenha fé.

Peguei à esquerda em direção à Ponte de Ferro, crendo na movimentação extra para a travessia do Capibaribe. A noite não costuma ser boa companheira naquele curso.

Todavia, cruzei sem susto, guardada por um casal 20 passos à minha frente e outro, acrescido de uma par de crianças, à mesma distância atrás.

Na Rua da Aurora, jovens sentados na calçada me olharam com detida curiosidade.

Na Rua da Imperatriz, um calçadão para glória do comércio, as lojas baixavam as portas. Apressei o passo rumo à Manoel Borba para ganhar a Soledade, onde fica o bar.

Então, outra mulher me interpelou, certamente guiada pela minha camiseta com a cara da jovem guerrilheira que se tornou presidenta da República, foi reeleita e que querem tirar no tranco, no quarto turno. Comprei de um jovem artesão paulista no 1º Encontro de Blogueiros, em 2010:

– Tem manifestação, é…?

– É, teve um encontro de mulheres com Dilma, no Pátio do Carmo.

– E ela veio, foi…!?

– Veio, sim… Esteve na UFPE mais cedo, depois no Pátio.

– Mas eu não fiquei sabendo, acabei de largar (sair do trabalho). Não deu na TV nem os jornais divulgaram.

– É porque não interessa a eles que a gente saiba. Eu soube pela Internet…

– Não é justo, eu não sei mexer com isso…

– Pois trate de aprender, porque a luta é todo dia, e temos que trazer a Dilma de volta, e a gente vai conseguir.

– Em nome de Jesus.

 

Eis os vídeos com Dilma Vana Roussef – linda, leve, solta e assertiva. Recife, na sexta-feira, 17 de junho de 2016:

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s