Povo vai às ruas por seus direitos, e PDT expulsa pernambucano que votou contra o trabalhador

Imagem capturada no Mídia Ninja PE
por Sulamita Esteliam

Todo brasileiro e brasileira que se preze, que depende de sua força de trabalho para se sustentar, não ostenta a qualidade de grande capitalista, não pode abster-se de mostrar sua indignação nesta sexta-feira, 28.

É dia de Greve Geral em defesa dos direitos sociais, trabalhistas, previdenciários, humanos.

E greve, e consciência de seus direitos são as únicas armas de que o trabalhador dispõe. Além de ser direito fundamental, respaldado pelo Ministério Publico do Trabalho.

O que a Câmara dos Deputados fez ontem, ao acatar – e piorar – o desmonte trabalhista proposto pelo desgoverno, foi bater e cuspir na nossa cara, como se os deputados não dependessem do voto do povo para exercer seu mandato. É puro escárnio, e se a gente não reagir à altura, nos cortam a cabeça, nos enterram e jogam sal por cima.

E há pela frente outra degola, a da Previdência, que é emenda constitucional, e precisa de dois turnos de aprovação por dois terços dos votos de cada casa.  Pode ser a chance de matar dois coelhos numa só cajadada: salvar a Previdência e a CLT, muito bem lembrado pelo colega Fernando Brito, no Tijolaço.

A indignação é nossa força e a rua é nossa voz.

Na dita reforma trabalhista ainda falta o Senado, mas pode-se confiar na Câmara Alta? Ali não estão representantes do povo, mas de cada unidade da federação, portanto, do Estado em cada província.

Registre-se, porém, que no mesmo outro dia da vergonha na Câmara, o Senado aprovou por unanimidade a atualização da lei que pune abuso de autoridade. Curioso é que relatada pelo senador Roberto Requião (PMDB), do mesmo partido gerenciador da patranha golpista, e do mesmo Paraná que criou república própria à imagem e semelhança da inquisição de tempos medievais.

A lembrar que, qualquer modificação que se faça no Senado, o projeto volta à Câmara para nova votação. Então, a despeito da urgência empurrada goela abaixo nesta etapa, ainda tem chão pela frente. Tempo para intensificar a pressão e, quiçá, virar o jogo.

Então, tudo pode acontecer neste Brasil de meu Deus.

Quer ver um exemplo? A melhor notícia do dia, que vem do PDT, que defenestrou de seus quadros o deputado por Pernambuco Carlos Eduardo Cadoca por infidelidade partidária. Comportamento exemplar, que deveriam seguir todos os partidos.  E que honra a memória e a fibra de seu fundador, Leonel Brizola.

Quer ser independente, não se filia e, muito menos, se candidata a mandato seja por qual partido for. Traição, embora seja parte da política, segundo algumas raposas felpudas lá de onde eu venho, tem um preço.

E é porque não se cobra esse preço, que virou essa baderna onde vale-tudo, inclusive contra os direitos constitucionais do povo que bota essa gente lá.

O PDT, que integra o bloco de oposição ao desgoverno Temer,  fechou questão no voto contra o PL 6786/2016, originário de medida provisória decretada pelo Executivo. Torna a CLT letra morta, quando ataca pontos essenciais à proteção ao direitos dos trabalhadores em favor do capital.

O substitutivo aprovado conseguiu piorar a proposta, ao incluir uma centena de emendas, todas escritas diretamente por executivos e/ou lobistas de empresas financiadoras, muitas delas, de campanhas eleitorais.

Desmonta, de uma só vez, três pontos constitutivos do Direito, segundo análise de Antônio Augusto Queiroz, do Diap, órgão de assessoramento sindical no Legislativo: a lei, a Justiça do Trabalho e a negociação coletiva.  O artigo detalha a sangria, acesse aqui.

O projeto aprovado ontem à noite pela Câmara por 296 x 177 votos, não deu espaço para emendas das bancadas do PT, PCdoB e PDT, dentre outras que visavam amenizar o desmonte. Apenas três foram acatadas pelo relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), mas rejeitadas pelo plenário depois de aprovado o texto-base.

Isso na antevéspera da greve geral do dia 28, convocada pelas centrais sindicais e amplamente apoiada pela sociedade civil, inclusive Igreja (s), OAB e Justiça do Trabalho.

Desfaçatez sem tamanho.

Literalmente, desgoverno e o parlamento chamaram o povo para a briga, conforme título da postagem deste blogue, já quase madrugada.

Também indicaram voto “não”, o PT, PCdoB,  PSol, a Rede. Da base do governo, também indicaram voto contra o PSB, o PMB e o Solidariedade. O PHS liberou a bancada.

A minoria de oposição cumpriu à risca a determinação partidária. Mas o PT precisa tomar atitude com relação ao deputado mineiro Gabriel Guimarães. Useiro e vezeiro da abstenção em momentos importantes para o partido e para os trabalhadores que ele representa, e muito criticado por sua postura, desta vez resolveu gazetear. Ora, faça-me o favor!

E o que dizer do PSB, sobretudo o de Pernambuco. Ontem à noite, enquanto a proposta estava em exame na Câmara, deu entrevistas dizendo que sua determinação era de que os deputados seguissem a orientação partidária. Ele próprio, Paulo Câmara, é favorável a alterações na lei trabalhista, mas seria contrário à forma ora proposta.

Conversa para boi dormir. O governador esteve no Planalto na convocação do mordomo negociar benesses com os governadores em troca do voto sim.  E a bancada socialista pernambucano votou. Das duas uma, ou Câmara mentiu na entrevista, ou assinou seu atestado de óbito como liderança política do estado.

Outros deputados pessebistas de outros estados, assim como do Solidariedade e do PMB votaram a favor da proposta, à revelia da orientação partidária. Haverá consequências?

Transcrevo a nota do PDT, capturada no Facebook/Adriana Santana, via indicação de minha caçula:

“Nota Oficial

Diante do resultado da votação da reforma trabalhista ocorrida na noite de ontem, em Brasília, a Executiva Nacional do PDT decide, ad referendum, pela EXPULSÃO do parlamentar Carlos Eduardo Cadoca (PE).

A medida vai ao encontro de decisão tomada na última Convenção Nacional do PDT, em 17 de março, onde o Diretório Nacional fechou questão contrária às reformas do atual governo que ataca e retira direitos dos trabalhadores brasileiros.

O PDT tem suas raízes históricas e lutas sempre em favor do trabalhador brasileiro. No momento que um governo ilegítimo, imoral e sem qualquer apoio popular decide atacar diretamente as conquistas trabalhistas, o PDT tem a obrigação de ficar ao lado do trabalhador brasileiro.

Carlos Lupi

Presidente Nacional do PDT”

Charge capturada no Tijolaço

Por imperativo, o Tal Mineira publica a lista dos deputados que deram seu voto decisivo para que a Câmara Federal rasgasse a CLT em benefício dos patrões. Afinal, 2018 tem eleições, pelo menos é o que prevê o calendário até o momento.

Está organizada por região, em ordem alfabética para facilitar a identificação. Adaptada da lista oficial do Cenin – Controle Eletrônico de Votações do parlamento. Votou no cara? Lembre-se disso se ele voltar a ser candidato.

 

CENTRO-OESTE

Distrito Federal (DF)

Alberto Fraga        DEM

Izalci Lucas       PSDB

Laerte Bessa       PR

Rogério Rosso       PSD

Goiás (GO)

Alexandre Baldy       PTN

Célio Silveira       PSDB

Daniel Vilela       PMDB

Fábio Sousa       PSDB

Giuseppe Vecci       PSDB

Heuler Cruvinel       PSD

Jovair Arantes       PTB

Lucas Vergilio       SOLIDARIEDAD

Magda Mofatto       PR

Marcos Abrão       PPS

Pedro Chaves       PMDB

Roberto Balestra       PP

Thiago Peixoto       PSD

Mato Grosso (MT)

Carlos Bezerra       PMDB

Ezequiel Fonseca       PP

Fabio Garcia       PSB

Nilson Leitão       PSDB

Professor Victório Galli       PSC

Valtenir Pereira       PMDB

Mato Grosso do Sul (MS)

Carlos Marun       PMDB

Elizeu Dionizio       PSDB

Geraldo Resende       PSDB

Mandetta       DEM

Tereza Cristina       PSB

NORTE

Acre (AC)

Alan Rick       PRB

Flaviano Melo       PMDB

Jéssica Sales       PMDB

Amapá (AP)

André Abdon       PP

Cabuçu Borges       PMDB

Jozi Araújo       PTN

Marcos Reategui       PSD

Vinicius Gurgel        PR

Amazonas (AM)

Alfredo Nascimento       PR

Arthur Virgílio Bisneto       PSDB

Átila Lins       PSD

Pauderney Avelino       DEM

Silas Câmara       PRB

Pará (PA)

Delegado Éder Mauro       PSD

Elcione Barbalho       PMDB

Francisco Chapadinha       PTN

Hélio Leite       DEM

Joaquim Passarinho       PSD

José Priante        PMDB

Josué Bengtson       PTB

Lúcio Vale        PR

Nilson Pinto       PSDB

Wladimir Costa       SOLIDARIEDAD

Rondonia (RO)

Lindomar Garçon       PRB

Lucio Mosquini       PMDB

Luiz Cláudio       PR

Marcos Rogério       DEM

Mariana Carvalho       PSDB

Marinha Raupp       PMDB

Nilton Capixaba       PTB

Roraima (RR)

Abel Mesquita Jr.       DEM

Edio Lopes       PR

Hiran Gonçalves       PP

Maria Helena       PSB

Remídio Monai       PR

Shéridan       PSDB

Tocantins (TO)

Carlos Henrique Gaguim       PTN

César Halum       PRB

Irajá Abreu       PSD

Josi Nunes       PMDB

Lázaro Botelho       PP

Professora Dorinha Seabra Rezende       DEM

Vicentinho Júnior       PR

NORDESTE

Alagoas (AL)

Arthur Lira       PP

Nivaldo Albuquerque      PRP

Pedro Vilela       PSDB

Bahia (BA)

Arthur Oliveira Maia       PPS

Benito Gama       PTB

Cacá Leão      PP

Claudio Cajado       DEM

Elmar Nascimento       DEM

Erivelton Santana       PEN

João Carlos Bacelar       PR

José Carlos Aleluia       DEM

José Carlos Araújo       PR

José Rocha       PR

Jutahy Junior       PSDB

Lucio Vieira Lima       PMDB

Márcio Marinho       PRB

Mário Negromonte Jr.       PP

Pastor Luciano Braga       PRB

Paulo Azi       DEM

Paulo Magalhães       PSD

Roberto Britto       PP

Ronaldo Carletto       PP

Ceará (CE)

Adail Carneiro       PP

Aníbal Gomes       PMDB

Danilo Forte       PSB

Domingos Neto       PSD

Gorete Pereira       PR

Moses Rodrigues       PMDB

Raimundo Gomes de Matos       PSDB

Vaidon Oliveira       DEM

Maranhão (MA)

Alberto Filho       PMDB

Aluisio Mendes       PTN

André Fufuca       PP

Cleber Verde       PRB

Hildo Rocha       PMDB

João Marcelo Souza       PMDB

José Reinaldo       PSB

Junior Marreca       PEN

Juscelino Filho       DEM

Pedro Fernandes       PTB

Victor Mendes       PSD

Waldir Maranhão       PP

Paraíba (PB)

Aguinaldo Ribeiro       PP

André Amaral       PMDB

Benjamin Maranhão       SOLIDARIEDAD

Efraim Filho       DEM

Hugo Motta      PMDB

Pedro Cunha Lima       PSDB

Rômulo Gouveia       PSD

Wilson Filho       PTB

Pernambuco (PE)

Adalberto Cavalcanti       PTB

André de Paula       PSD

Augusto Coutinho       SOLIDARIEDAD

Betinho Gomes       PSDB

Bruno Araújo       PSDB

Carlos Eduardo Cadoca       PDT

Daniel Coelho       PSDB

Fernando Coelho Filho       PSB

Fernando Monteiro       PP

Jarbas Vasconcelos       PMDB

João Fernando Coutinho       PSB

Jorge Côrte Real       PTB

Kaio Maniçoba       PMDB

Marinaldo Rosendo       PSB

Mendonça Filho       DEM

Ricardo Teobaldo       PTN

Piauí (PI)

Átila Lira       PSB

Heráclito Fortes       PSB

Iracema Portella       PP

Júlio Cesar       PSD

Maia Filho       PP

Marcelo Castro       PMDB

Paes Landim       PTB

Rodrigo Martins       PSB

Silas Freire       PR

Rio Grande do Norte (RN)

Beto Rosado       PP

Fábio Faria       PSD

Felipe Maia       DEM

Rogério Marinho       PSDB

Sergipe (SE)

Andre Moura       PSC

Laercio Oliveira       SOLIDARIEDAD

SUDESTE

Espírito Santo (ES)

Evair Vieira de Melo       PV

Lelo Coimbra       PMDB

Marcus Vicente       PP

Norma Ayub       DEM

Paulo Foletto       PSB

Minas Gerais (MG)

Aelton Freitas       PR

Bilac Pinto       PR

Brunny       PR

Caio Narcio       PSDB

Carlos Melles       DEM

Delegado Edson Moreira       PR

Domingos Sávio       PSDB

Eduardo Barbosa       PSDB

Fábio Ramalho       PMDB

Franklin Lima PP

Jaime Martins       PSD

Leonardo Quintão       PMDB

Luis Tibé       PTdoB

Luiz Fernando Faria      PP

Luzia Ferreira       PPS

Marcelo Aro       PHS

Marcos Montes       PSD

Marcus Pestana       PSDB

Mauro Lopes       PMDB

Misael Varella       DEM

Newton Cardoso Jr       PMDB

Paulo Abi-Ackel       PSDB

Raquel Muniz       PSD

Renzo Braz       PP

Rodrigo de Castro        PSDB

Rodrigo Pacheco        PMDB

Saraiva Felipe        PMDB

Tenente Lúcio       PSB

Toninho Pinheiro       PP

Rio de Janeiro (RJ)

Alexandre Serfiotis       PMDB

Altineu Côrtes       PMDB

Arolde de Oliveira       PSC

Celso Jacob       PMDB

Cristiane Brasil       PTB

Francisco Floriano       DEM

Jair Bolsonaro       PSC

Julio Lopes       PP

Laura Carneiro       PMDB

Marcelo Delaroli       PR

Marcelo Matos       PHS

Marcos Soares       DEM

Otavio Leite       PSDB

Paulo Feijó        PR

Pedro Paulo       PMDB

Rodrigo Maia       DEM

Rosangela Gomes       PRB

Sergio Zveiter       PMDB

Simão Sessim       PP

Soraya Santos       PMDB

Sóstenes Cavalcante       DEM

Wilson Beserra       PMDB

São Paulo (SP)

Adérmis Marini       PSDB

Alex Manente        PPS

Alexandre Leite       DEM

Antonio Bulhões       PRB

Antonio Carlos Mendes Thame       PV

Baleia Rossi       PMDB

Beto Mansur        PRB

Bruna Furlan       PSDB

Capitão Augusto       PR

Carlos Sampaio       PSDB

Celso Russomanno       PRB

Eduardo Bolsonaro       PSC

Eduardo Cury       PSDB

Eli Corrêa Filho       DEM

Evandro Gussi       PV

Fausto Pinato       PP

Gilberto Nascimento      PSC

Goulart       PSD

Herculano Passos       PSD

Izaque Silva       PSDB

Jefferson Campos       PSD

João Paulo Papa       PSDB

Jorge Tadeu Mudalen       DEM

Lobbe Neto       PSDB

Luiz Lauro Filho       PSB

Mara Gabrilli       PSDB

Marcelo Aguiar       DEM

Marcelo Squassoni       PRB

Marcio Alvino       PR

Miguel Haddad       PSDB

Miguel Lombardi       PR

Milton Monti       PR

Missionário José Olimpio       DEM

Nelson Marquezelli       PTB

Paulo Maluf       PP

Pollyana Gama       PPS

Pr. Marco Feliciano       PSC

Renata Abreu       PTN

Ricardo Izar       PP

Ricardo Tripoli       PSDB

Roberto Alves       PRB

Silvio Torres       PSDB

Vanderlei Macris       PSDB

Vinicius Carvalh       PRB

Vitor Lippi       PSDB

Walter Ihoshi       PSD

SUL

Paraná (PR)

Alex Canziani       PTB

Alfredo Kaefer       PSL

Dilceu Sperafico       PP

Edmar Arruda       PSD

Evandro Roman       PSD

Giacobo       PR

João Arruda       PMDB

Leandre       PV

Luiz Carlos Hauly       PSDB

Luiz Nishimori       PR

Nelson Meurer       PP

Nelson Padovani       PSDB

Osmar Bertoldi       DEM

Reinhold Stephanes       PSD

Rocha Loures       PMDB

Rubens Bueno       PPS

Sandro Alex       PSD

Sergio Souza       PMDB

Takayama       PSC

Toninho Wandscheer      PROS

Rio Grande do Sul (RS)

Alceu Moreira       PMDB

Cajar Nardes       PR

Carlos Gomes       PRB

Covatti Filho       PP

Danrlei de Deus Hinterholz      PSD

Darcísio Perondi       PMDB

Jerônimo Goergen       PP

Jones Martins       PMDB

Luis Carlos Heinze       PP

Mauro Pereira       PMDB

Onyx Lorenzoni       DEM

Renato Molling       PP

Ronaldo Nogueira       PTB

Yeda Crusius       PSDB

Santa Catarina (SC)

Celso Maldaner      PMDB

 João Paulo Kleinübing     PSD

João Rodrigues       PSD

 Jorginho Mello       PR

 Marco Tebaldi        PSDB

 Mauro Mariani       PMDB

 Rogério Peninha Mendonça       PMDB

 Ronaldo Benedet       PMDB

Valdir Colatto          PMDB

Cenin – Coordenação do Sistema Eletrônico de Votação


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s