Uma vírgula traduz o golpe: o Brasil voltou 20 anos em 2; e o povo quer Lula presidente

por Sulamita Esteliam

Por Deus, que Euzinha queria entender o que se passa pela cabeça dos marqueteiros do desgoverno do mordomo usurpador. Ato falho, ou será que é proposital o desacerto de fornecer aos adversários, dia sim, dia também, munição para se auto-torpedear!?

Só pode. Pois olhe o mote do convite para celebrar dois anos de golpe, completados no último dia 12. Para quem não se lembra, foi quando o Senado oficializou o  farsa do processo de impeachment, o que determinou o afastamento temporário da presidenta Dilma Rousseff, a legítima.

Não surpreenderia que à quadrilha que tomou de assalto o poder falte senso e pudor, a ponto de comemorar o golpe, confessando o retrocesso.

A gafe é alvo de chacota fácil, e bombou nas redes sociais, a partir da publicação do convite em matéria da Folha SP.

Exemplo disso é o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que no Twitter não deixa por menos:

“Se tirar a vírgula, o slogan fica perfeito. Temer é o timoneiro do maior retrocesso já visto neste país.”

Pois de gestão desastrosa se tratada, revelada nos indicadores econômicos e sociais. Desemprego acima de 13 milhões de pessoas, câmbio estourado, dívida pública nos cumes.

Até a mortalidade infantil, que regredia a olhos vistos, voltou a crescer, dado o bloqueio dos investimentos em políticas públicas para redução da desigualdade, a exemplo do Bolsa Família.

Não bastasse a dilapidação do nosso patrimônio e a entrega do Brasil na bacia das almas do mercado internacional.

A tal da ponte para lugar nenhum já se desmantelou faz tempo, e está no fundo o abismo.

Na mesma toada da reprovação inarredável do desgoverno, que só é aprovado por 4,3% da população, e do mordomo, cuja rejeição é da ordem de 82,5%.

Por incrível que poderia parecer, só não é pior do que a credibilidade do Judiciário, desacreditado por 90,3% das pessoas ouvidos, segundo a CNT/MDA divulgada nesta segundona.

PS: Agora a noite, topo no Twitter com a notícia de que o desgoverno pagou pedágio e desistiu do lema. E o tal do Elsinho se achando o revolucionário do marketing a la JK e seus 50 anos em 5. Francamente!

A mesma pesquisa traz Lula, com mês e meio de encarceramento, na liderança absoluta da corrida presidencial, com 18,6% das intenções de voto espontâneas e 32,4% na estimulada. E vitorioso com larga vantagem na hipótese de segundo turno, qualquer que seja o adversário.

Não gosto de divulgar pesquisas, cuja confiabilidade neste país é frágil. Mas a CNT/MDA é alardeada pelos analistas de plantão como sendo uma série consolidada no tempo. Além do que, o fato de manter Lula, mesmo prisioneiro político, na liderança é fenômeno a registrar.

Mostra não só que o PT está correto na estratégia de mantê-lo candidato, como coloca um freio no açodamento de setores que querem forçar um plano B.

O povo quer Lula.

E vem a calhar o vídeo abaixo, que capturei no Twitter

A lembrar que, legalmente, não há nada que impeça a pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, muito menos o registro de sua candidatura pelo PT no dia 15 de agosto. Nem a Lei da ficha Limpa.

Se o nome de Lula vai estar nas urnas no dia 07 de outubro é outra etapa da história. Vai para o colo do TSE.

O ex-presidente, segundo a mesma pesquisa, não só lidera, como tem o menor índice de rejeição, dentre todos.

Um detalhe é que o resultado, de maneira geral, comparado ao índice dos que acreditam na lisura da condenação do ex-presidente, 51% x 49% fica um tanto esquizofrênico.

Em particular quando se coteja com a avaliação negativa da Justiça, “com baixo grau de confiança e percepção forte de que não atua de forma igual para todas as pessoas”.

Curioso é que até percentual altíssimo de indecisos somado ao de brancos e nulos revela a força eleitoral de Lula.

Sem ele no páreo, 64,8 milhões de brasileiros ou 45,7% não querem ou não se sentem motivados a votar em ninguém. A mesma somatória quando Lula está na lista cai a 26,7% na pesquisa estimulada – aqui a íntegra da pesquisa.

Pois é, não adianta a direita estrebuchar, soltar seu bate-paus em cima da militância e dos movimentos sociais. Como têm feito, e como repetiram neste fim de semana com ataques provocações baratas e covardes aos acampados e à Vigília Lula Livre, em Curitiba.

A resistência segue, firme e forte.

É como se diz aqui no Nordeste: “O Lula é nosso e o boi não lambe. Se o boi lamber, lambemos o boi”.

Fecho com o recado de Lula, pela boca do monge beneditino Marcelo Barros, que o visitou nesta segunda, 14:

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s