PT e FPA lançam plano para reconstruir o País e salvar vidas da gente brasileira

por Sulamita Esteliam

Bom poder começar a semana de trabalho com boa notícia, especialmente nesses tempos sombrios em que a morte e a fortuna pelo avesso são companheiras cotidianas.

É que nesta segunda, 21, Dia da Árvore, Dia do Deficiente Físico e véspera do início da Primavera 2020, o ano que não começou, o Partido dos Trabalhadores lançou seu Plano de Reconstrução e Transformação do Brasil.

O apresentado pelo PT e  pela Fundação Perseu Abramo tem 210 páginas e está divido em três partes: diagnóstico, medidas emergenciais e propostas para o futuro.  Na definição da FPA:

Reúne propostas a um só tempo factíveis e ambiciosas para salvar vidas, gerar empregos e renda, desenvolver a economia nacional; radicalizar a democracia sob ameaça, promover a soberania e construir um novo país.

“As propostas pressupõem uma nova orientação para a nação brasileira, baseada na ampliação da igualdade, das liberdades, da soberania, na qual o Estado assuma o papel principal de indutor do desenvolvimento de um novo tipo.”

O Plano foi elaborado por vários grupos de trabalho que incluíram gente da sociedade civil, das universidades e dos movimentos social e sindical, não apenas do PT.

Centenas de pessoas de origem diversa contribuíram – trabalhadores, mulheres, negros, indígenas, representantes do setor público, LGBTQI+, artistas e intelectuais comprometidos com a luta por melhor qualidade de vida para o povo.

A coordenação, naturalmente é da FPA, sob a presidência do ex-ministro e ex-deputado Aloízio Mercadante, que é economista por formação.

“Apesar de sua amplitude, o Plano que apresentamos não está pronto e acabado. Continuará aberto ao debate e à natural evolução da conjuntura social, econômica e política nacional e global. Venha reconstruir o Brasil com a gente!”

Gleisi, Lula e Mercadante, bom exemplo de convivência social segundo os protocolos de tempos pandêmicos – Foto: Ricardo Stuckert

O evento foi transmitido ao vivo pelas redes sociais do PT, e contou com as presenças, além do ex-presidente Lula, da presidenta Dilma Rousseff, do professor e ex-ministro Fernando Haddad, da presidenta nacional do partido, deputada Gleisi Hoffmann, dentre outras personalidades do mundo político e intelectual, não apenas do PT; organizações sociais, como o MST, e sindicais, como as centrais sindicais, não apenas do PT.

Lula saiu do recolhimento para um evento público pela primeira vez, desde a pandemia. Foi ele quem encerrou as atividades. Subiu ao palco de máscara, retirou-a para guardar num saco plástico com lacre, cuidadosamente sacado do bolso interno do paletó.

O discurso também chegou embalado, num evidente contraponto às atitudes negacionistas e irresponsáveis do capiroto inepto que ocupa a cadeira presidencial – para desespero e purgação da Terra Brasilis. E Lula aplaudiu a iniciativa do plano, mas questionou o imobilismo:

“Este não é um plano de um partido, é um plano de nação, para as pessoas que não aguentam mais viver do jeito que estão vivendo.

O que falta de se agravar neste país pra gente retomar a nossa capacidade de luta? Temos de provocar os trabalhadores para pensar todos os dias: como vamos fazer? Este Plano é uma provocação para você participar: qual é o Brasil que você quer?

Se a gente deixar na mão do Bolsonaro e Guedes não vai ter mais Brasil. Portanto, envie sua sugestão para o PT, para a Fundação Perdeu Abramo, para os sindicatos, para os parlamentares.”

Assista ao vídeo do lançamento do Plano de Reconstrução do Brasil

Conheça a síntese das propostas no sítio da Fundação Perseu Abramo.

Segue a íntegra:

Plano de Reconstrução e Transformação do Brasil | Partido dos Trabalhadores from Agência PT Comunicação

Também no portal da FPA.

Para saber mais sobre o encontro de lançamento do plano, é só clicar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s