Viva São João, a Copa, a diversidade e a cultura popular!

por Sulamita Esteliam

Perdi o São João este ano – aquelas até este 24 de junho, porque a festança por aqui segue até o fim do mês, no mínimo. O feriadão foi em casa mesmo, acompanhando os jogos da Copa. Solidariedade ao parceiro, que fez esta opção para celebrar nova idade.

Fora isso, o cotidiano das caminhadas na praia, quando a chuva permite. É fundamental exercitar o corpo, desopilar a mente, sentir o o calor do sol na pele – amortecido pelo vento sul, que nesta época sopra sem pudor.

E, nesses tempos mais do que sempre, apreciar o encantamento dos visitantes, de diferentes linguagens e matizes. Interessante observar a interação com a gente nativa, para além da barreira dos idiomas.

A diversidade impera. No Recife, houve a invasão japonesa, depois costa-riquenha, agregadas à discrição marfinense e croata, e pelo incrível distanciamento italiano. Agora, os mexicanos, esses ainda estão por toda parte.

Hoje, na praia, entretanto, já foi possível anotar o desembarque de norte-americanos e alemães. Curioso ver crianças estadunidenses às voltas com a bola, reflexo talvez da familiaridade que, neste mundial, sua seleção tem demonstrado com a pelota.

Vejamos com se arranja com a Alemanha, adversário nesta quinta, 26, na Arena Pernambuco.

Essas digressões não me deixam esquecer um vídeo sobre o São João do Nordeste. Uma sobrinha de coração me enviou, mês passado. Guardei para postar, e acabei me perdendo na diversidade da pauta. Faço questão de resgatá-lo, ainda que se trate de propaganda da Plim-plim:

 

 

Trata-se da vinheta da Globo Nordeste, no caso, da praça Pernambuco. Há uma diferente para cada estado da região, e estão postadas no Youtube. Todas gravadas pela premiada companhia mineira, belo-horizontina, de teatro de bonecos (mamulengo por aqui) Pigmalião Escultura que Mexe.

É bom anotar este nome. O grupo trabalha temática para adultos: polêmicas comportamentais, filosóficas e questionadoras da sociedade. Eduardo Felix assina a dramaturgia.

Pigmalião: inovação premiada - Foto: Aurora Majnoni/Divulgação
Pigmalião: inovação premiada – Foto: Aurora Majnoni/Divulgação

A Pigmalião, aliás, recebeu há pouco o prêmio de “proposta mais inovadora” na Feira de Títeres de Lleida, Espanha. O espetáculo O Quadro de uma Família é inspirado em A História da Loucura, de Foucalt – aqui e aqui.

Ao todo são 11 integrantes, de diferentes formações. Mariliz Schrickte, talentosa e simpática catarinense, companheira do meu querido sobrinho Alarcone Almeida, é parte do elenco.

 

******************

Postagem revista e atualizada dia 25.06.2014, às 12:38 horas: correção da data do jogo Estados Unidos x Alemanha, que é quinta, não quarta como publicado originalmente no sexto parágrafo.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s