Campanha para salvar o Edifício Holiday: você pode ajudar!

por Sulamita Esteliam

O A Tal Mineira se engaja na campanha Salve o Holiday, porque moradia é um direito que não pode ser restrito a quem tem o poder do dinheiro. É direito humano em sua essência, direito à vida, à dignidade e à proteção.

Há alguns dias contamos aqui o drama dos moradores do edifício cravado no coração de Boa Viagem, tido como o metro quadrado mais caro do Recife, Portanto, a despertar apetites de toda monta.

Soube da campanha pela reportagem, excelente, de Mariama Correia no Marco Zero Conteúdo: Desocupação do edifício Holiday, quem se responsabiliza?

Uma vaquinha está no ar para arrecadar os recursos necessários à recuperação do edifício que está sob interdição da Justiça, a pedido da Prefeitura do Recife. O prazo para desocupação do prédio, onde habitam cerca de 3 mil pessoas, foi de cinco, isso mesmo cinco dias, e terminou nesta quarta-feira, 20.

No perfil da também colega Márcia Laranjeira no FB encontrei o texto e o acesso, que transcrevo:

“O Edifício Holiday é um marco histórico e arquitetônico da cidade do Recife. Criado em 1956, foi um dos primeiros prédios de Boa Viagem, com uma arquitetura única, ligeiramente curvada, similar ao Edf. Copan, em São Paulo.

Mas isso não é o que faz o Holiday ser único. Encrustado no coração de Boa Viagem, a poucos metros do mar, ele é majoritariamente ocupado por população de baixa renda. Mulheres e homens que encontraram, ali, uma forma de estar próximo do trabalho sem precisar gastar rios de dinheiro com aluguel. Não são poucos as e os moradores que retiram sua renda do trabalho na praia – e morar no Holiday, mais que a questão do teto, é uma necessidade.

Porém, devido ao baixo poder financeiro das e dos moradores mais a idade avançada do prédio (63 anos) cobrou seu preço. O Holiday, hoje, tem problemas sérios na questão elétrica e alguns problemas estruturais que precisam ser resolvidos.
.
O que tá acontecendo?
Devido aos problemas estruturais e elétricos do prédio, uma decisão judicial decidiu interditar o edifício. Eles tem até meia-noite da quarta-feira (20/03/2019) para desocupar totalmente o prédio.
.
Porque ajudar?

A prefeitura interviu no prédio para retirar os moradores, mas não deu nenhum futuro pra eles. Estão indo para abrigos. Alguns não tem ou não querem essa opção, indo para a rua. Em suma, o poder público virou as costas para 476 apartamentos. Três mil moradoras e moradores.

Ajudar o Holiday é ajudar essas pessoas a voltarem a vislumbrar um futuro. Um futuro onde não só sua moradia histórica seja garantida, como também a dignidade de poder viver perto do trabalho. Poder viver num local com infraestrutura próxima e boa.

Ajudar o Holiday é ajudar uma comunidade vertical carente que foi esquecida pelo poder público. Precisamos da sua ajuda para reestruturar o local, e garantir o direito à moradia dessas pessoas.
.
E o que nós podemos fazer?
🚩Contribua para a Vakinha no link: http://vaka.me/503588
🚩Seja um voluntário! Saiba como: https://goo.gl/forms/ZAO25Gh5n8zY54Un171

“”


Um comentário sobre “Campanha para salvar o Edifício Holiday: você pode ajudar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s