Carta aberta à bancada federal mineira; e um vídeo para abalar golpistas

por Sulamita Esteliam

Já está disponível para assinatura virtual a Carta  Contra o Impeachment de Dilma Rousseff, dirigida à bancada mineira de deputados/as federais. Foi lançada no último 31 de março, durante a Jornada Nacional de Mobilização, com mais de 700 assinaturas. Euzinha fui das primeiras a assinar, ainda na fase da coleta individual.

Trata-se de iniciativa do Fórum 21 – Capítulo Mineiro e das fundações Maurício Grabois e Perseu Abramo e ainda o I-Sem – Instituto 25 de Março de Sérgio Miranda. Mas a participação de todos/as e de cada um/a na divulgação da campanha é indispensável para se logre sucesso.

O objetivo é claro: derrotar o movimento golpista e barrar o retrocesso político e social que a patranha resulta. Assim que se alcançar número considerável de assinaturas, os organizadores fazem  entrega formal ao líder da Bancada Mineira na Câmara Federal.

Para assinar, clique aqui.

A propósito, lembro que você pode interagir, diretamente, com os membros da Comissão do Impeachment e argumentar contra o golpe de Estado que a iniciativa, sem base legal, representa. Há, pelo menos, duas iniciativas nesse sentido:

  1. Mapa da Democracia – O Brasil Contra o Golpe: Lista todos os deputados da Comissão do Impeachment e das bancadas por estado na Câmara Federal, separando-os em contra, indecisos e a favor. Você clica na lista e envia sua mensagem com argumentos sólidos, sem ofensas, convidando-os a votar contra o impeachment, que sem crime de responsabilidade é golpe.
  2. #NãoVaiTerGolpe: O trabalho é parecido mas pode ser concentrado em determinado número de parlamentares por dia, sugeridos pelo próprio sítio; ou, se você preferir pode mandar mensagens em bloco.

Forum 21

Carta
aos deputados e deputadas federais de Minas Gerais

Senhores e Senhoras parlamentares,

Preocupados com a situação política nacional, especialmente com as ameaças aos nossos direitos e liberdades, conquistados a duras penas, solicitamos sejam considerados – no momento em que a proposta de impeachment ao mandato de Dilma Rousseff é pauta na Câmara Federal –, os seguintes fatos:

– Os senhores e as senhoras são representantes de um povo que, em sua maioria, elegeu e não concorda com o afastamento da Presidente e a identifica com políticas responsáveis por conquistas sociais, aumento real do salário mínimo e resgate de milhões à miséria;

– Os senhores e as senhoras foram escolhidos por meio do voto de pessoas indignadas com a corrupção endêmica, que somente nos governos de Lula e Dilma passou a ser fiscalizada e punida;

– Os senhores e as senhoras foram sufragados por pessoas preocupadas com a crise econômica que assola o Brasil e com a crise político-institucional que a oposição conservadora agrava ao limitar-se a inventar pretextos para derrubar a Presidente;

– Os senhores e as senhoras representam antigos combatentes ao regime militar, que, após 25 anos, obtiveram as liberdades democráticas almejadas por nosso povo, inclusive os inúmeros que não viveram para vê-las e outros tantos que nem sequer tinham nascido.
Portanto, lembramos a importância de votarem contra uma tentativa deimpeachment completamente descabida, pois desprovida de provas sobre crimes de responsabilidade, em flagrante violação à Constituição Federal e às leis.

Frisamos, ainda, ser o Governo alvo de um movimento golpista, dirigido pelas frações de classe mais privilegiadas e poderosas da sociedade, que tem conteúdo de direita, utiliza métodos fascistas de ação, rejeita políticas em prol do povo, desrespeita o regime democrático-constitucional, aposta no “quanto pior melhor”, incita o ódio nas camadas médias e se associa aos monopólios dos meios de comunicação, bem como se enquista na Polícia Federal, no Ministério Público e no Judiciário.

Em suma, esperamos que os senhores e as senhoras, também interessados na sobrevivência das liberdades democráticas, políticas e partidárias, indispensáveis ao seu ambiente de atuação cotidiana, ouçam o nosso clamor contra o plano de retrocesso em marcha no País.

Atenciosamente,
Fórum 21 – Capítulo Mineiro
Fundação Maurício Grabois de MG,
Fundação Perseu Abramo,
Instituto 25 de Março de Sérgio Miranda
e demais signatários.

 

*****************

Fecho com um vídeo que circula há tempos nas redes sociais, mas que ajud a refletir sobre o que e quem está por trás do golpe. Não, não foi feito pelo PT ou pelos movimentos sociais. Também não vem dos blogueiros “sujos” nem mesmo da mídia alternativa.  Trata-se de uma entrevista feita pela agência de notícias norte-americana The Real News, ao jornalista Michael Fox, que circula pela América Latina e investiga as mobilizações antigoverno no Brasil, desde 2014.

Está legendado, mas é boa oportunidade para treinar seu inglês, além de receber informações sobre outro olhar, até para sacudir certezas – se você tende a dar razão aos golpistas:

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s