A tal da esperança equilibrista é a luta como verbo

por Sulamita Esteliam

Dentre as notícias do dia, há que se celebrar a liberdade de José Dirceu, ex-ministro dos governos Lula, ex-deputado e ex-presidente do PT. Por três votos a dois, a 2ª Turma do STF acatou o recurso de sua defesa, contra o cumprimento antecipado da pena que lhe foi imposta em processo da Lava Jato.

Uma decisão que mantém acesa a chama da resistência, sem que a persistência tenha que ficar roxa de tanto assoprar. É a tal da esperança equilibrista de que nos fala o poeta. O show aqui é luta sem trégua, e tem que continuar.

O mesmo recurso foi tentado duas vezes pela defesa do ex-presidente Lula, mas em mais uma manobra covarde do ministro-relator, Edson Fachin, foi remetido ao plenário. E só´deve ir a julgamento em agosto, depois do recesso. Isso se Carmen Lúcia, a presidente da Corte, pautá-lo.

Na verdade, o recurso de Lula deveria ser julgado pela mesma turma neste 26. Fachin o retirou da pauta, depois que o TRF-4, mais uma vez transmutado em lebre, negou a possibilidade de exame de recurso extrordinário pelo STF.  A defesa do ex-presidente recorreu da suspensão de pauta e Fachin, para não decidir, remeteu ao plenário.

A seção desta terça foi a última antes das férias judiciárias. E dentre outras decisões, a segunda turma anulou a busca e apreensão realizada pela Polícia Federal no apartamento da presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, há dois anos, e que tinha como alvo o marido dela, ex-ministro Paulo Bernardo. Eventuais provas colhidas são nulas de pleno direito.

O pote da Lava Jato está trincado faz tempo, e agora começa a fazer água.

Nesta terça se completam 80 dias do encarceramento do ex-presidente na Polícia Federal de Curitiba. São 80 dias, também, da Vigília Lula Livre que, na manhã deste dia, voltou a sofrer um ataque indireto, através de ameaça armada ao Acampamento Marisa Letícia, um dos locais de suporte ao movimento de solidariedade a Lula.

Relatos da militância dão conta de que quatro acampados retornavam do “Bom-dia, presidente Lula” no local da Vígilia Lula Livre, a cerca de 1,5 km, quando, na rotatória já próximo ao acampamento, um automóvel gol, cinza, tentou atropelá-los. Um dos militantes reagiu, chutando um dos pneus do carro.

Não contente, o homem que dirigia o veículo seguiu os militantes até o acampamento ameaçando-os de morte. Retornou ao local cerca de 10 minutos depois, estava armado e atirou, segundo testemunhas, para cima.

A placa foi devidamente anotada e o sujeito gravado pelas câmeras de segurança. A PM foi acionada, visitou o local e registrou a denúncia em Boletim de Ocorrência. No primeiro ataque, no final de abril, houve dois feridos, um deles com gravidade.

Em Nota de Repúdio, a coordenação da Vigília Lula Livre denuncia o ocorrido e exige das autoridades a apuração e a responsabilização dos culpados.

Transcrevo:

“Repudiamos o atentado na manhã desta terça-feira (26), com tentativa de atropelamento e relato de tiros, contra os integrantes do acampamento Marisa Letícia, um dos espaços de dormitório dos militantes que estão na defesa do ex-presidenteLula.

Nos solidarizamos e exigimos a apuração por parte das autoridades e responsabilização dos culpados. Lembrando que o atentado a tiros no dia 28 de abril, que feriu gravemente um militante no pescoço, ainda não apresentou qualquer resultado nas investigações!

Frente a isso, é fundamental reforçar a organização dos trabalhadores, coletiva, com unidade entre os que constroem a Vigília, frente aos ataques da extrema-direita, que despreza o povo, negros e negras, trabalhadores e trabalhadoras, todos que lutam pelos direitos humanos.”

A Vigília Lula Livre segue, apesar das ameaças de desocupação, já objeto de matéria neste blogue. Num gesto de boa-vontade, a coordenação retirou, semana passada, duas das quatro barracas que restaram dos primeiros dias da resistência, quando se assinou um acordo de retirada do acampamento para o local onde hoje se mantém o Marisa Letícia

Desta vez, ainda não há acordo formal; o primeiro, afinal foi desrespeitado pela municipalidade, que acionou a Justiça depois de novo ataque à própria Vigília, conforme já relatado aqui.

Busca-se um acordo na Justiça que sacramente a manutenção dos atos de bom-dia, boa-tarde e boa-noite, presidente Lula, que há quase três meses reúne, em esquema de rodízio, apoiadores do Brasil e do mundo.

Nota da Vigília Lula Livre: 80 dias de resistência e luta

A Vigília Lula Livre em Curitiba alcançou 80 dias. Caravanas de todo o país já passaram por lá para denunciar a prisão política do ex-presidente:

1. A Vigília Lula Livre alcança 80 dias de resistência, nesta esquina que virou símbolo nacional de luta pela democracia, de denúncia contra o golpe e contra a prisão política de Lula. E que a luta batizou: Praça Olga Benário.

2. A Vigília é a praça pública, permanente e diária, a tribuna por onde passam lideranças políticas do Brasil e internacionais, onde a luta se mantém viva e recebe caravanas de todo o país, em caráter de formação, de solidariedade militante, de troca de conhecimentos, enviando energia ao ex-presidente e mantendo forte a mensagem dele. Por aqui, já circularam mais de 40 mil pessoas, de diferentes setores da sociedade, contra a prisão seletiva e sem provas materiais.

3. Aproveitamos a simbologia do dia 26 de junho para lembrar que, há um ano, o prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) aprovava um pacote neoliberal na capital, empregando violência contra servidores e sociedade. A mesma violência que a prefeitura vem solicitando às autoridades contra a Vigília. Não passarão!

4. Nós da Vigília sabemos de nossos limites e potencialidades, de nossas lutas e do caráter de nossas organizações, das brasileiras e brasileiros que nos apoiam. De que o fundamental é dialogar com os trabalhadores sobre a justeza da nossa luta. Nossa organização é coletiva e plural e nosso objetivo é sair daqui apenas com Lula LivreLula Inocente, Lula Presidente.

Vigília Lula Livre

Curitiba, 26 de junho de 2018

 

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s